peso

Ajude seus pacientes a perder peso! Comece com essa fórmula simples

Mais da metade dos brasileiros está acima do peso. São quase 100 milhões de pessoas com índice de massa corporal acima de 25 kg/m2, e muitas dessas pessoas estão na faixa de obesidade, acima de 30 kg/m2.

Como podemos mudar essa realidade? A resposta é complexa e não depende apenas de uma categoria de profissionais da saúde, como os nutricionistas. Na verdade, todos os profissionais têm um papel a cumprir, considerando sua prática, seus limites e competências técnicas. Por isso, o combate ao sobrepeso e obesidade é uma causa de todos.

Como farmacêutico, o que eu posso fazer?

O farmacêutico é um profissional super acessível à população e encontra-se em uma posição estratégica, na farmácia, para atender a algumas necessidades de saúde de pessoas que buscam perder ou gerenciar melhor seu peso. Isso porque é na farmácia que estão disponíveis milhares de produtos isentos de prescrição, usados para emagrecer. Como consequência, muitas pessoas podem utilizar mal esses tratamentos, sem uma orientação adequada. O combate à obesidade começa com informação.

Além disso, podemos resumir a atuação do farmacêutico nesses casos em duas palavras: rastreamento e acompanhamento. Ambas, ações respaldadas pela Resolução 585/2013 do Conselho Federal de Farmácia, que define as atribuições clínicas desses profissionais.

Vale lembrar, ainda, que a Lei Federal 13.021/2014, define como uma obrigação do farmacêutico “proceder ao acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes, internados ou não, em estabelecimentos hospitalares ou ambulatoriais, de natureza pública ou privada”.

Neste artigo, vamos destacar ações de rastreamento em saúde, com destaque para uma fórmula simples: o índice de adiposidade corporal. Mas, antes, vamos entender melhor o que é rastreamento em saúde.

Rastreamento em saúde

Rastrear significa identificar riscos em pessoas aparentemente saudáveis ou assintomáticas. São avaliações de saúde que permitem ao paciente conhecer melhor “seus números” ou resultados de parâmetros clínicos e, assim, poder tomar uma atitude mais proativa em busca de mudança de hábitos ou tratamento adequado.

Se este é um conceito novo para você, veja neste material do Ministério da Saúde, como o rastreamento é uma boa prática de atendimento à saúde.

Essas ações podem ser oferecidas de forma permanente, em consultas, ou durante campanhas de saúde. Exemplos de avaliações de saúde simples, não invasivas, que podem ser feitas pelo farmacêutico:

  • Medida do peso corporal, altura e cálculo do IMC;
  • Medida da circunferência abdominal;
  • Medida do quadril e cálculo da razão cintura-quadril;
  • Medida de distribuição corporal por bioimpedância;
  • Cálculo do índice de adiposidade corporal.

Índice de adiposidade corporal (IAC)

O IAC é uma alternativa mais confiável do que o IMC para quantificar a gordura corporal, utilizando a medida do quadril e a altura como referência. A medida do quadril é realizada a partir da projeção posterior dos glúteos, em uma linha horizontal, até a região anterior do quadril. A altura é medida com o paciente ereto, sem calçados e pode ser feita contra uma régua fixada à parede.

Para calcular o IAC não é utilizado o peso corporal. O IAC é calculado pela seguinte fórmula:

IAC (%) = [Quadril / (altura X √ altura)] – 18

O resultado expressa o percentual (%) estimado de gordura corporal. Para esse cálculo, você precisa medir sua altura em metros e sua circunferência do quadril em centímetros.

Para desenvolver o IAC, pesquisadores de Los Angeles (USA) analisaram informações de cerca de 1.700 americanos de origem mexicana e africana. Eles procuraram as características, tais como gênero, idade, altura, peso, circunferência do quadril ou alguma combinação desses traços que melhor se correlacionasse com a gordura corporal medida através do uso de uma técnica com raio-x. Os pesquisadores descobriram que a circunferência do quadril e a altura estavam fortemente ligadas à gordura corporal.

Os resultados do IAC são interpretados conforme o quadro a seguir:

IAC (% gordura)HomensMulheres
Baixo<15%<20%
Ideal15-18%20-25%
Moderado19-24%26-29%
Alto (Excesso de gordura)>24%>29%

O IAC é confiável?

É evidente que o IAC é apenas uma estimativa da gordura corporal e contém uma margem de erro intrínseca, relacionada à validade da equação, etnia do paciente, exatidão da medida, entre outros fatores. No entanto, na ausência de métodos mais precisos, como a bioimpedância, este parâmetro pode somar em sua avaliação de saúde e melhorar a qualidade da sua orientação ao paciente.

O IAC já foi utilizado no Brasil em estudos populacionais. Na cidade de Viçosa – MG, os autores constataram que a prevalência de excesso de adiposidade corporal foi elevada, sendo o sexo, a faixa etária, o estado civil, a autoavaliação da saúde e a insatisfação com a imagem corporal fatores determinantes para o aumento da adiposidade corporal, nesta população, indicando um forte risco para doenças crônicas não transmissíveis decorrentes do excesso de adiposidade.

Apenas o cálculo do peso corporal e IMC podem ser pouco para convencer seu paciente a melhorar sua gestão do peso. O IAC, por sua facilidade e praticidade, pode ser um parâmetro que fará essa diferença.

Uma visão mais completa das medidas corporais do paciente

Na farmácia, recomendamos que você realize as medidas da altura, peso, circunferência abdominal, circunferência do quadril, para todos os pacientes que passam por rastreamento em saúde ou iniciam um programa de perda de peso. Veja na imagem abaixo um resumo dessas medidas e cálculos relacionados, extraído do Manual Perda de Peso, publicado pela Abrafarma.

Abrafarma. Manual 8 – Perda de Peso. Curitiba: Practice, 2016.

Na prática, como posso fazer isso?

No Clinicarx, criamos um protocolo padronizado chamado “avaliação antropométrica”, que reúne as principais medidas corporais que você pode fazer. As ferramentas necessárias são uma balança de peso corporal, fita métrica validada e uma régua de medida da altura.

Inserindo as medidas principais de peso, altura, abodmen e quadril, o sistema fornece os resultados automaticamente, interpretando-oes com base no sexo e idade do paciente e fornecendo uma orientação padrão. Veja na imagem abaixo um exemplo dessa avaliação, impressa em uma declaração de serviço simples e intuitiva. Ela será assinada e entregue por você ao seu paciente.

Exemplo de resultados de uma avaliação antropométrica. Clinicarx® 2019 – todos os direitos reservados.

E como vivemos em um mundo cada vez mais digital, essa declaração seguirá automaticamente ao email do paciente e a seu aplicativo mobile, permitindo ser compartilhado diretamente pelo paciente com quem ele desejar.

Todos os profissionais devem atuar juntos

Como já dito, o combate ao sobrepeso e obesidade é uma causa de todos. Os farmacêuticos podem auxiliar, detectando e acompanhamento pacientes, encaminhando casos mais graves ao nutricionista e médico. Na verdade, é possível obter um resultado muito melhor com o trabalho multiprofissional. Ganha o paciente.

O combate ao sobrepeso e obesidade em termos de saúde pública passa, ainda, pelo acesso a alimentos melhores e menos calóricos, cidades com mais espaços abertos para atividades físicas, mudanças de cultura e muita educação.

Esta causa é também uma questão de cidadania. Vamos fazer nossa parte. Ajude seus pacientes a perder peso, começando com essa fórmula simples.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Posts relacionados

Receba nossas novidades

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação no site. Se você estiver de acordo basta clicar em “Aceitar!”. Você pode saber mais sobre quais cookies utilizamos aqui!