Descubra como podemos aumentar o faturamento da sua farmácia com serviços farmacêuticos

Aplicar injetáveis na farmácia: vias de administração

busca

Um dos serviços mais realizados nas farmácias é a aplicação de injetáveis. O procedimento deve ocorrer na sala de serviços clínicos, a partir da demanda do cliente que chega na farmácia com uma prescrição médica.  

As orientações sobre esse serviço estão descritas nas resoluções 499 do Conselho Federal de Farmácia e na RDC 44/2009 publicada pela ANVISA.

Vamos conhecer um pouco sobre o processo de aplicação de injetáveis e as principais  vias de administração?

Aplicação de medicamentos injetáveis nas farmácias

Entre as classes de medicamentos mais administradas na farmácia estão os corticosteróides, vitaminas, anticoncepcionais e antimicrobianos.

É importante ressaltar que os medicamentos injetáveis na farmácia só devem ser administrados pelo  farmacêutico ou por profissional habilitado mediante a presença ou supervisão do farmacêutico

O ambiente destinado ao serviço de aplicação de injetáveis deve ser distinto do local de dispensação e circulação de pessoas, garantindo privacidade e conforto do cliente.

Não se esqueça: a farmácia deve garantir que a sala seja provida de lavatório contendo: água corrente, sabonete líquido, gel bactericida e álcool 70% para antissepsia, toalha de uso individual e descartável, lixeira com pedal e tampa e caixa especial para coleta de material perfurocortante.

Não existe uma lista definindo quais são os medicamentos injetáveis que podem ser administrados nas farmácias. 

Porém, segundo a RDC 44/2009, devemos sempre ficar atentos aos medicamentos que são exclusivamente de uso hospitalar porque esses medicamentos não podem ser administrados nas farmácias

O Plasil® e Kanakion® são exemplos de medicamentos cuja administração é proibida na farmácia. 

Vias de administração dos injetáveis na farmácia

A administração de medicamentos injetáveis inclui as seguintes vias: 

  • subcutânea;
  • intramuscular;
  • intravenosa;
  • intradérmica.

     

Na RDC 44/2009 não estão descritas as vias de administração permitidas para aplicação de injetáveis na farmácia, mas as vias mais comuns são: a via intramuscular (IM) e a subcutânea (SC).

Essas duas vias serão abordadas neste artigo.

Cuidados necessários que precedem a injeção

 

Ao chegar na sua farmácia, o paciente irá entregar a receita médica contendo o medicamento prescrito. 

É importante que seja feita avaliação da prescrição com o propósito de identificar o medicamento prescrito e a via de aplicação indicada para o medicamento, de acordo com o fabricante e informações na literatura científica. 

Existem regiões e vias de administração recomendadas para cada tipo de grupo de medicamentos. 

Adicionalmente, o farmacêutico precisa inspecionar de maneira visual e tátil o local onde será aplicada a injeção. 

É necessária a atenção especial ao local com o propósito de identificar a presença de condições que impedem a aplicação do injetável no local escolhido. 

Não é recomendada injeção nos locais onde são identificados sinais de inflamação (vermelhidão e inchaço), nódulo, cicatriz, implante de silicone (na região do glúteo, por exemplo) e  tatuagem.

 Vamos conhecer sobre as técnicas de aplicação, as vias mais comuns  e suas respectivas particularidades.

Via subcutânea

  • Essa via é utilizada para a administração de alguns injetáveis na farmácia como vacinas, hormônios, insulinas e anticoagulantes.

A via subcutânea comporta pequenos volumes e é indicada para para administração de soluções que necessitam ser absorvidas mais lentamente, garantindo ação contínua do medicamento. 

Essa via é destinada para volume máximo de 1,5 mL  de medicamento que será administrado no tecido conjuntivo, localizado abaixo da derme. 

As agulhas devem preferencialmente ser pequenas (6 mm e 8 mm) para evitar aplicação intramuscular não desejada.

O ângulo de aplicação é determinado pelo comprimento da agulha. Nos casos da agulha 13×4,5 (canetas) o ângulo indicado é de  90º e para a agulha  25×6, o ângulo indicado é de 45º. Quanto maior for o comprimento da agulha, menor será o ângulo para aplicação. 

Os locais mais comuns para injeção pela via subcutânea são:
região do deltóide, no terço proximal ou na face superior externa do braço; face anterior do antebraço; região frontal ou lateral externa da coxa; região lateral direita ou esquerda do abdômen; região superior externa do glúteo. 

Vamos ver o passo a passo do procedimento técnico para administração de injetáveis para essa via:

  • Faça a antissepsia do local utilizando algodão embebido em álcool 70% ou álcool swab;
  • Pince a dobra subcutânea da região com os dedos indicador e polegar, fazendo uma prega;
  • Insira a agulha em um ângulo de 45 ou 90º, dependendo do medicamento e do comprimento da agulha. 
  • Injete o medicamento lentamente e aguarde o tempo de retirada da agulha após o êmbolo ser completamente pressionado (5 segundos para seringas e 10 segundos para canetas);
  • Retire a agulha no mesmo ângulo que foi inserida;
  • Solte a prega cutânea
  • Faça uma leve compressão no local com uma bola de algodão ou gaze seca (sem massagear);
  • Coloque curativo pós-punção ou micropore/esparadrapo + algodão no local de aplicação;
  • Despreze a agulha e a seringa no descarte.

Via intramuscular

A administração pela via intramuscular é a mais comum na farmácia e consiste na aplicação de medicamentos nas camadas musculares. A quantidade máxima de líquido é determinada de acordo com o músculo escolhido para a aplicação

Essa via é utilizada para administrar medicamentos para administração de volumes superiores a 1,5 mL de soluções irritantes (aquosas ou oleosas) que necessitam ser absorvidas rapidamente e também quando efeitos mais rápidos são desejados.

Os locais de administração utilizados são deltóide, vasto lateral da coxa, dorso glúteo ou músculo grande glúteo. É importante aplicar a injeção em local distante dos grandes nervos e dos vasos sanguíneos.

Procedimento técnico – técnica em Z:

Você conhece essa técnica? 

Ela é utilizada para administrar substâncias irritativas e para evitar que ocorra o refluxo do medicamento.

Para aplicação de injetáveis na farmácia com a técnica em Z, escolha músculos grandes, como os da região dorsal e ventroglútea. 

  • Faça a antissepsia do local utilizando algodão embebido em álcool 70% ou álcool swab; 
  • Posicione a mão não dominante logo abaixo do local e puxe a pele aproximadamente 2,5 a 3,5 cm para baixo, ou lateralmente com o lado ulnar da mão.
  • Segurando a pele esticada, introduza a agulha de uma só vez e com firmeza; 
  • Tracione o êmbolo, certificando-se de que o medicamento não será aplicado em um vaso. Se não houver retorno de sangue, injete o medicamento lentamente;
  • Após o medicamento ser completamente injetado, espere 10 segundos e então retire suavemente a agulha no mesmo ângulo que foi inserida; 
  • Coloque bolinha de algodão no local fazendo uma leve compressão (não massagear); 
  • Coloque um curativo pós-punção ou micropore/esparadrapo + algodão sobre o local da injeção; 
  • Despreze a agulha e a seringa no descarte.

 

Agora você, farmacêutico, já conhece as principais vias de administração e o que precisa saber sobre cada uma delas. Aplique injetáveis na farmácia com mais segurança. 

Na plataforma Clinicarx, você pode anexar a prescrição médica do injetável, colocar os dados do paciente e do médico que prescreveu e emitir sua Declaração de Serviço Farmacêutico para entregar ao seu paciente, conforme exigência da Anvisa

O procedimento, dados e registros do paciente ficam armazenados na plataforma para que você consiga consultar sempre que precisar ou no retorno do paciente para outras aplicações. 

Quer conhecer mais a Clinicarx? Visite nosso site e veja como a gente pode ajudar você a impulsionar sua farmácia com serviços em saúde.

0 0 votos
Avaliação
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

busca

Categorias

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Posts Recentes

Quer saber mais sobre serviços farmacêuticos?

Clinicarx - Logo

Aproveite e veja também