Exames para Diabetes e gestão de pacientes crônicos na farmácia

Testes rápidos podem ajudar na gestão de pacientes crônicos na sua farmácia, como exames para Diabetes que facilitam o acompanhamento e rastreamento, além de ser um auxílio ao diagnóstico e na adesão do paciente ao tratamento.

Vamos conhecer alguns exames para Diabetes que sua farmácia pode oferecer a fim de auxiliar no rastreamento e acompanhamento desses pacientes. 

Glicemia, Glicose e valores de referência

O termo glicemia faz referência a quantidade de açúcar no sangue de uma pessoa, a qual influencia diretamente no desenvolvimento do diabetes. A glicose é um carboidrato monossacarídeo de grande valor energético e um dos principais nutrientes para o pleno funcionamento do organismo.

O controle da dosagem sanguínea de glicose é de alta relevância para a investigação a respeito do equilíbrio metabólico e prevenção do diabetes.

Os valores de referência de exames para Diabetes estabelecidos por diretrizes clínicas, considerando pessoas sem diagnóstico prévio de diabetes e jejum de 12h antes da coleta, predizem que:

  • Resultados menores do que 70 mg/dL – São consistentes com hipoglicemia (com sintomatologia variável de acordo com o grau hipoglicêmico).
  • 70 e 99 mg/dL – São condizentes com normoglicemia
  • 100 e 125 mg/dL – São condizentes com glicemia alterada
  • Igual ou acima de 126 mg/dL – São condizentes com hiperglicemia.

Diversos fatores podem interferir na análise e interpretação dos níveis glicêmicos de um indivíduo a depender da faixa etária, do uso de terapias medicamentosas e da presença de condições clínicas associadas ou de gestação, por exemplo.

Diabetes Mellitus (DM)

O Diabetes Mellitus (DM) é definido como um conjunto de alterações metabólicas desencadeadas pela alteração dos níveis glicêmicos em um indivíduo que apresenta produção insuficiente ou mal funcionamento da insulina, associadas ou não a outras situações clínicas.

A principal função da insulina, que é um hormônio secretado pelo pâncreas, é promover a entrada de glicose nas células do organismo de forma que esta possa ser aproveitada como fonte energética para as diversas atividades celulares. 

A falta deste hormônio ou defeitos em sua ação resulta, portanto, em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia. Esta hiperglicemia sustentada por longos períodos resulta no estabelecimento do diabetes.

Hoje, o DM é uma das patologias mais prevalentes na população brasileira e estima-se que aproximadamente 15 milhões de habitantes vivem com a doença.

É importante lembrar que, fora os dados de diagnósticos confirmados, ainda existem muitas pessoas que podem estar vivendo em situação de subdiagnóstico.

Existem diferentes formas de manifestação e tipos da patologia: Diabetes Mellitus tipo 1, Diabetes Mellitus tipo 2, Diabetes gestacional e outros tipos.

Diabetes Mellitus Gestacional

Existem dois principais métodos de rastreamento de DMG:

Método em uma etapa

Proceder teste oral de tolerância à glicose (TOTG) de 75 g, com quantificação glicêmica em três momentos: em jejum, após 1 e após 2 horas. 

O procedimento deve ser realizado pela manhã, com a paciente com jejum de ao menos 8 horas e é recomendado para gestantes que não foram diagnosticadas com diabetes estabelecido, entre a 24ª e a 28ª semanas de gestação. 

Os resultados devem ser considerar como DMG caso qualquer um destes parâmetros esteja acima dos seguintes valores de referência:

  • Jejum: glicemia <92 mg/dL;
  • Após 1h de teste: glicemia <180 mg/dL;
  • Após 2h de teste: glicemia <153 mg/dL.

 

Após esta etapa de rastreamento com resultado positivo, a gestante deve ser acompanhada periodicamente por endocrinologista para prescrição adequada de tratamento medicamentoso.

Outros profissionais da saúde atuam em equipes multiprofissionais promotoras da saúde e qualidade de vida destas pacientes.

Método em duas etapas

Proceder teste oral de tolerância à glicose (TOTG) em duas etapas:

  1. Proceder teste oral de carga de glicose de 50 g de 1 hora, sem exigência de jejum. Dosagens de 130-140 mg/dL são consideradas normais, sendo o primeiro nível (130 mg/dL) mais sensível do que o segundo, porém menos específico do que o de 140 mg/dL, tornando o teste mais propenso a falso-positivos.
  2. Para níveis glicêmicos acima de 140 mg/dL, deve-se proceder com realização de TOTG de 100 g de 3 horas, que deve ser realizado com a paciente em jejum. A constatação de resultados glicêmicos iguais ou superiores aos listados abaixo, é indicativo diagnóstico, que deve ser reportado ao médico. Elevados níveis glicêmicos sustentados após a realização das 2 etapas do teste revelam quadro de DMG, especialmente se obtidos em gestantes após o primeiro trimestre.
  3. Glicemia de jejum: ≥126 mg/dL, a ser confirmada na repetição do teste. Em geral, este é utilizado fora da gestação, podendo ser útil em pacientes com sinais e/ou sintomas de hiperglicemia.
  4. Glicemia de jejum: ≥200 mg/dL, confirmada sob repetição dos testes (considerando ausência de crise hiperglicêmica ou sintomas clássicos da hiperglicemia).


Após esta etapa de rastreamento com resultado positivo, a gestante deve ser acompanhada periodicamente por endocrinologista para prescrição adequada de tratamento medicamento.

Outros profissionais da saúde atuam em equipes multiprofissionais promotoras da saúde e qualidade de vida destas pacientes.

exame diabetes glicemia

Testes Rápidos na farmácia para auxílio no diagnóstico 

Testes rápidos (TR), também chamados de testes laboratoriais remotos (TLR) ou exames rápidos, são executados em diversos estabelecimentos de saúde devidamente licenciados. 

Exames para Diabetes, portanto, podem ser facilmente encontrados em farmácias que realizam serviços clínicos.

O paciente pode ter acesso rápido ao resultado dos exames realizados em um ambiente seguro e com profissional de saúde capacitado. Farmácias e drogarias vêm tornando-se um ponto referência para gestão de pacientes crônicos.

Tratando-se de uma técnica laboratorial rápida, simples e acessível, que é um importante aliado para acompanhamento terapêutico e como ferramenta de triagem para possíveis encaminhamentos. Fornecem resultado quantitativo da dosagem sérica de glicose. 

Exames para Diabetes encontrados na farmácia

  • Teste Rápido de Glicemia – É um exame feito de forma vinculada ao laboratório clínico, com emissão de laudo ao paciente, e utiliza um equipamento validado para uso profissional. Por outro lado, o teste de glicemia tradicional utiliza glucosímetro de autoteste, validado para uso pelo paciente.

  • Hemoglobina Glicada (HbA1c) – É um importante marcador de longa duração para avaliação de cumprimento de metas terapêuticas por pacientes em tratamento com antihiperglicemiantes orais. Reflete a participação de açúcares na composição sanguínea e é apresentado como resultado quantitativo.

Em exames para Diabetes que avaliam os níveis de glicemia, os principais interferentes se relacionam a fatores pré-analíticos que envolvem a adequação da coleta da amostra (em volume correspondente ao necessário para processamento), de acordo com a sensibilidade do método. 

A demora para o processamento das amostras de leitura pode comprometer a veracidade do resultado, uma vez que a glicose presente no sangue coletado pode ser consumida, podendo fornecer resultados subestimados.

A realização de teste rápido com metodologia centrada em conversão eletroquímica para análise quantitativa da glicemia, fornece mais assertividade e segurança para o profissional da saúde orientar e/ou encaminhar o paciente da melhor maneira possível, uma vez que a metodologia é semelhante à utilizada em laboratórios tradicionais.

A facilidade de acesso ao estabelecimento, coleta de amostra, curto tempo para emissão do resultado (equipamento emite resultado em até 5) e a alta confiabilidade fazem do teste rápido uma opção altamente vantajosa para o indivíduo que busca atendimento em saúde de qualidade e segurança.

O exame de Curva Glicêmica é realizado somente em laboratórios especializados, e consiste na administração periódica de doses conhecidas de glicose ao paciente, com posterior coletas e determinação sérica da glicemia em intervalos de tempos específico para confirmação de quadro diabético.

Rastreamento e acompanhamento de pacientes crônicos na farmácia

Exames para Diabetes encontrados nas farmácias com Tecnologia Point-Of-Care são indispensáveis no cuidado e acompanhamento dos pacientes.

O farmacêutico, durante a consulta clínica, pode realizar o rastreamento de pacientes sem diagnósticos e prestar auxílio para pacientes já diagnosticados.

A facilidade de acesso ao estabelecimento, coleta de amostra, curto tempo para emissão do resultado (equipamento emite resultado em até 15 minutos) e a alta confiabilidade fazem do teste rápido ou exame rápido uma opção altamente vantajosa para o indivíduo que busca atendimento em saúde de qualidade e segurança.

Pacientes crônicos que podem realizar seus exames para Diabetes, seja para acompanhamento ou avaliação, encontram na farmácia um grande ponto de apoio à sua saúde.

Diabetes Mellitus tipo l 

Rastreamento

O rastreamento do DM tipo I é realizado através da verificação periódica da glicemia.

Recomenda-se avaliação clínica e laboratorial, a cada 6 meses para pacientes estáveis, além de monitoramento da presença de manifestações sintomáticas.

Acompanhamento

O acompanhamento clínico de pacientes vivendo com DM-I deve ser realizado através de consultas periódicas ao profissional especializado.

Recomenda-se retorno semestral para pacientes sintomáticos ou em recuperação de quadro de descompensação, e ao menos retorno anual para pacientes assintomáticos.

A verificação nos níveis glicêmicos ao longo do dia, que pode ser realizada em domicílio pelo próprio paciente por meio de glicosímetro), é uma importante forma de automonitoramento e de autoavaliação do quadro.

Uma vez constatado quadro de descompensação, o paciente deve ser encaminhado a um serviço especializado de saúde.

Diabetes Mellitus tipo ll

Rastreamento

O rastreamento da DM-II é principalmente realizado através da medição periódica dos níveis glicêmicos do paciente, bem como da avaliação da dosagem de hemoglobina glicada (HbA1C), que atua como um importante marcador dos índices glicêmicos a longo prazo, tendo grande valor para mensuração de efetividade farmacoterapêutica.

Acompanhamento

O acompanhamento do paciente com DM tipo 2 consiste na realização de consultas periódicas ao profissional especializado, visando reavaliação da condição clínica, bem como adequação da conduta terapêutica, a fim de promover não apenas o controle do quadro diagnosticado, mas, principalmente, a qualidade de vida do paciente.

Hipoglicemia

Rastreamento

O rastreamento de casos de hipoglicemia é dificilmente realizado, uma vez que muitos casos são imediatamente reconhecidos pelo próprio paciente, que toma medidas imediatas, como a ingestão de carboidratos simples.

Muitos pacientes não procuram atendimento especializado e revertem o quadro com medidas caseiras. Os casos que chegam ao atendimento costumam ser mais graves e em geral envolvem comprometimento neurológico que incapacita o indivíduo, o que o motiva a procurar atendimento.

Acompanhamento

O acompanhamento de casos de hipoglicemia deve ser feito de forma preventiva. Uma vez constatado o quadro e avaliando-se propensão de reincidência, deve-se conscientizar o paciente a respeito da condição, alertando-o para os possíveis sintomas e orientando-o para ações imediatas na percepção do quadro, evitando assim a evolução para condições mais graves, como o coma.

 

Pacientes testadas em jejum e apresentando níveis glicêmicos ≥126 mg/dL ou dosagens aleatórias ≥200 mg/dL no primeiro trimestre recebem diagnóstico de diabetes estabelecidos e não de DMG. Após o primeiro trimestre, estes resultados de glicemia são condizentes com DMG.

Para mulheres com alto risco de desenvolver DMG, ou seja, pacientes com obesidade, glicosúria, histórico familiar, história prévia de DMG ou filhos com macrossomia, recomenda-se submetê-las a testes de tolerância à glicose já na primeira consulta pré-natal.

Todas as gestantes entre a 24ª e a 28ª semanas de gravidez que apresentarem a possibilidade do diagnóstico de diabetes devem ser submetidas a rastreamento por meio de teste de intolerância à glicose.

Acompanhamento

O acompanhamento da gestante apresentando quadro diabético deve ser feito de modo cauteloso, mantendo-se a rotina pré-estabelecida no pré-natal e utilizando-se de protocolos clínicos como a classificação de White. 

A avaliação e reavaliação de pacientes gestantes é relevante ao passo em que durante a gestação inúmeras mudanças podem levar ao desenvolvimento de comorbidades e ao agravo de condições pré-existentes, o que pode requerer novas e diferentes intervenções em saúde.

Testes Rápidos Clinicarx

Com o serviço de Testes Rápidos do Clinicarx, você pode realizar Testes Laboratoriais Remotos (TLR), com todo suporte do nosso Laboratório Clínico Central, e assim obter um laudo laboratorial válido para entregar ao seu paciente.

Ofereça exames para Diabetes na sua farmácia e diferencie-se da concorrência, proporcionando um atendimento de qualidade ao seu paciente, com gestão e acompanhamento em saúde.

Você pode encontrar também um curso completo online sobre o assunto em nossa plataforma educacional, ideal para quem está começando no tema.

Clinicarx é a Plataforma Digital que leva serviços básicos de saúde a farmácias e consultórios de todo Brasil. Presente em todos os estados brasileiros, auxilia profissionais a estruturarem seu portfólio de serviços e padroniza protocolos de atendimento. 

Se você é proprietário ou profissional da saúde e deseja ampliar seu negócio oferecendo serviços como avaliações de saúde, acompanhamento de pacientes crônicos, vacinação e exames rápidos, embarcados em muita tecnologia, descubra o que o Clinicarx pode fazer por você.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com a sua rede.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
0 0 votos
Avaliação
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

Sumário

Busca

Compartilhe

Clinicarx + 1000 inscritos no Youtube

A Clinicarx é a Plataforma que leva Serviços de Saúde à população através das farmácias.

Quer saber mais sobre serviços farmacêuticos?

Cassyano Correr
Cassyano Correr
Farmacêutico, Mestre em Ciências Farmacêuticas e Doutor em Medicina Interna. Autor de mais de 100 artigos científicos, livros e capítulos na área de Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos. Fundador e CEO da Clinicarx.
Confira minhas postagens

Aproveite e veja também

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar e melhorar a sua experiência conosco.
Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao Clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.