Vacina contra COVID-19: doses e contraindicação

Em alguns países, a vacinação contra a COVID-19 iniciou em dezembro de 2020. No Brasil, começou no dia 18 de janeiro de 2021 seguindo o Plano Nacional de Imunização.

Até o momento, quatro vacinas estão aprovadas para uso no Brasil: Comirnaty (Pfizer/Wyeth), Coronavac (Butantan), Janssen Vaccine (Janssen-Cilag) e Oxford/Covishield (Fiocruz e Astrazeneca).

Segundo dados do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 (PNO), 91,6% da população brasileira recebeu ao menos uma dose da vacina e 84,8% da população está completamente vacinada.

Neste artigo apresentaremos informações atualizadas sobre restrições e indicações das vacinas contra COVID-19.


vacinas covid 19

Vacina contra COVID-19: CoronaVac

A CoronaVac foi uma das primeiras vacinas a ser autorizadas pela ANVISA. A vacina está aprovada para uso em adultos e crianças não imunocomprometidas na faixa etária dos 6 aos 17 anos. 

Quantidade de doses para imunização primária: duas doses. Para adultos, a segunda dose deve ser aplicada entre 2 e 4 semanas após a primeira. Já para crianças o intervalo recomendado é de 28 dias. 

Cada dose de 0,5 mL de suspensão injetável, contém 600 SU* do antígeno do vírus inativado SARS CoV-2. 

SU*: SARS CoV- 2 units é a unidade utilizada para demonstrar a quantidade de vírus presente na vacina. 

A vacina é contraindicada para pessoas que têm ou já tiveram alergia a algum dos componentes do produto.

Além disso, a vacina não é recomendada para pessoas com alguma doença aguda ou com febre ou início agudo de doenças crônicas não controladas no momento da vacinação.

Vacina contra COVID-19: CoviShield (AstraZeneca) 

Esta vacina é baseada em uma tecnologia de vetor adenovírus recombinante e está autorizada para adultos maiores de 18 anos. 

Quantidade de doses para imunização primária: duas doses. A segunda dose deve ser aplicada entre 4 e 12 semanas após a primeira.  

A vacina é contraindicada para pessoas com alergia a qualquer componente da fórmula, para pessoas com histórico de síndrome de extravasamento capilar e não é recomendada para gestantes.

Adicionalmente, é importante destacar que a vacina passa a ser contraindicada para pessoas que tiveram trombose com trombocitopenia (TTS) após uma dose anterior.

Vacina contra COVID-19: Janssen Vaccine (Janssen-Cilag)

A tecnologia da vacina Janssen/Johnson & Johnson é fundamentada em vetores de adenovírus sorotipo 26 (Ad26) e no Brasil está autorizada para uso em adultos maiores de 18 anos. 

O esquema vacinal consiste em dose única e desde novembro de 2021 o Ministério da Saúde tem recomendado uma dose de reforço com intervalo de dois a seis meses da primeira dose.

A vacina é contraindicada para pessoas com alergia a qualquer componente da fórmula, para pessoas com histórico de síndrome de extravasamento capilar e, assim como a vacina da AstraZeneca, não é recomendada para gestantes.

Vacina contra COVID-19: Pfizer / BionTech

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Pfizer e BioNTech utiliza uma tecnologia de  RNA mensageiro sintético. No Brasil, a vacinação está autorizada em crianças a partir de 5 anos e adultos.

Quantidade de doses para imunização: duas doses. A segunda dose deve ser aplicada com um intervalo maior ou igual a 21 dias após a primeira. 

A vacina é contraindicada para indivíduos com hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer um dos excipientes da vacina. 

A vacinação deve ser adiada em indivíduos que apresentem doença febril aguda grave ou infecção aguda. A presença de uma infeção ligeira e/ou febre baixa não deve causar o adiamento da vacinação.

Dose de reforço

O termo dose de reforço se refere à aplicação de uma ou mais doses na população, além do esquema de vacinação primário (uma ou duas doses, a depender da vacina usada).

A ANVISA recomenda dose de reforço para toda a população adulta acima de 18 anos que tenha concluído a imunização contra a COVID-19.

Confira abaixo as recomendações sobre as doses de reforço das vacinas contra a COVID-19:

vacina contra covid-19

Segurança das vacinas contra COVID-19

Bilhões de pessoas já foram vacinadas contra a COVID-19 em todo o mundo. Estima-se que 61.9% da população mundial já recebeu ao menos uma dose da vacina.

Os dados do mundo real têm evidenciado que as vacinas são seguras e eficazes, inclusive em pessoas com várias condições médicas subjacentes associadas a um risco aumentado de doença grave.

Quem se vacina diminui as chances de contrair a doença e ainda protege os seus familiares e amigos, por isso é essencial que as pessoas recebam a vacina.

Além da vacinação, as medidas de cuidado devem continuar:

  • Uso de máscara bem ajustada no rosto;
  • Higienizar frequentemente as mãos;
  • Evitar locais com aglomerações;
  • Melhorar a ventilação dos locais.

Mantenha as medidas de cuidado e quando chegar a sua vez, vá até o posto de atendimento e vacine-se!

*Esse artigo foi revisado pelo corpo técnico da Clinicarx.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com a sua rede.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
3.2 6 votos
Avaliação
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

Sumário

Busca

Compartilhe

News Clinicarx

Clinicarx + 1000 inscritos no Youtube

A Clinicarx é a Plataforma que leva Serviços de Saúde à população através das farmácias.

Quer saber mais sobre serviços farmacêuticos?

Amanda Souza
Amanda Souza
Jornalista, Mestranda em Comunicação e Estudos de Mídia, Analista de Conteúdo da Clinicarx.
Confira minhas postagens

News Clinicarx

Aproveite e veja também

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar e melhorar a sua experiência conosco.
Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao Clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.