Procedimentos Operacionais Padrão na Farmácia

Está sem tempo para ler este artigo?

Escute o áudio completo com todo conteúdo:

Procedimentos Operacionais Padrão na Farmácia, ou os famosos POPs, são documentos que estabelecem rotina, cuidados, regras e processos para cada atividade a ser executada dentro de um estabelecimento. Essa é a definição do que são os POPs, e o que eles interferem na prática? 

O que são Procedimentos Operacionais Padrão?

Para compreendermos como funciona de fato um Procedimento Operacional Padrão, podemos olhar para as nossas rotinas, nossos processos, por exemplo, ao dirigir um carro até o trabalho. Sabemos as regras, os movimentos e o que deve ser feito quase que de forma “automática”. 

Claro que esse exemplo prático é diferente de um documento protocolar estabelecido, mas é exatamente essa prática padronizada que proporciona uma operação focada em resultados previsíveis e consistentes. 

Então, o POP é um documento detalhado com todas as práticas e operações que devem ser realizadas em uma determinada atividade. Ele serve para prever e desenhar os resultados esperados de uma operação e também para garantir a segurança e qualidade da atividade desenvolvida. 

Assim, desde atividades simples às mais complexas, os Procedimentos Operacionais Padrão diminuem as chances de erros ou desvios, principalmente se você faz diversas atividades em um mesmo dia e processos diversos na rotina. Podem, ainda, facilitar a obtenção de certificações e acreditações.

O POP deve estar de acordo com outras recomendações ou parâmetros de instituições responsáveis, como:

  • IT (instrução de trabalho): informações específicas voltadas para a aplicação das orientações do POP;
  • NOP (norma operacional padrão): padrões de conformidade de entidades regulamentadoras, como o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
  • BPF (boas práticas de fabricação): dispõem sobre medidas sanitárias e operacionais para garantir a qualidade, segurança e conformidade de produtos ou serviços, de acordo com as regulamentações técnicas previstas em lei.

Tipos de Procedimentos Operacionais Padrão

Existem diversos tipos de Procedimentos Operacionais Padrão, dependendo do objetivo da atividade que será executada. Os principais são:

  • POPs fundamentais (ou modelos): fornecem as diretrizes para elaboração dos POPs;
  • POPs metódicos: descrevem sistemas completos de testes ou métodos de investigação;
  • POPs de segurança: procedimentos de segurança e ações emergenciais;
  • POPs de produção: práticas necessárias dentro de cada etapa de produção;
  • POPs de qualidade: orientações para análise e controle de qualidade;
  • POPs de arquivamento: protocolos para organização e arquivamento de documentos;
  • POPs de armazenamento: procedimento para armazenamento de produtos;
  • POPs de atendimento: orientações para lidar com prestação de serviços;
  • POPs administrativos: esclarecimento das tarefas essenciais de gestão.

POP’s na farmácia

O que diz a RDC 44/2009

Para farmácias e drogarias, os POPs são documentos legalmente obrigatórios, fiscalizados pela Vigilância Sanitária. Geram grande trabalho para a farmácia, tanto para sua produção quanto atualização.

O Manual de Boas Práticas (MBP) e Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) são documentos importantes que devem estar sempre atualizados. 

O  MBP discorre sobre a política da empresa, sua missão, visão e valores; critérios e as normas que devem ser observados a fim de nortear os seus procedimentos, processos, serviços e atividades, do ponto de vista técnico e sanitário. 

O POP é integrante do Manual de Boas Práticas, então complementa esse documento e é obrigatório segundo a RDC 44/2009 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A RDC determina que deve existir POP’s para cada atividade, técnica/clínica e prática, ou seja, tanto para procedimentos como aplicação de Teste Rápido quanto para limpeza dos ambientes da farmácia.

Por exemplo, para cada teste rápido padronizado na farmácia, deve existir um POP com parâmetros de valor referência, protocolo clínico, metodologia, equipamentos, indicadores e orientações, entre outras informações respectivas ao tipo de exame. 

Ainda, devem indicar claramente os equipamentos e as técnicas ou metodologias utilizadas, parâmetros de interpretação de resultados e as referências bibliográficas utilizadas. 

A tecnologia aqui pode ser uma grande aliada! Contar com uma plataforma automatizada que integre cada Procedimento Operacional Padrão ao atendimento e documentação facilita sua rotina e garante que sua farmácia esteja em dia com a Vigilância Sanitária.

banner free nova ver 2

Exigências da RDC 44/09 sobre a Documentação 

De acordo com o previsto no Manual de Boas Práticas Farmacêuticas, o estabelecimento deve manter POPs, no mínimo, referentes às atividades relacionadas a:

  • I – manutenção das condições higiênicas e sanitárias adequadas a cada ambiente da

farmácia ou drogaria;

  • II – aquisição, recebimento e armazenamento dos produtos de comercialização

permitida;

  • III – exposição e organização dos produtos para comercialização;
  • IV – dispensação de medicamentos;
  • V – destino dos produtos com prazos de validade vencidos;
  • VI – destinação dos produtos próximos ao vencimento;
  • VII – prestação de serviços farmacêuticos permitidos, quando houver;
  • VIII – utilização de materiais descartáveis e sua destinação após o uso; e
  • IX – outros já exigidos na Resolução.

Todos os Procedimentos Operacionais Padrão (POP) devem ser aprovados, assinados e datados pelo farmacêutico responsável técnico da farmácia. 

A revisão periódica para fins de atualização ou correções que se façam necessárias, deve ser rotineira e prevista no planejamento e gestão do estabelecimento. 

Como fazer seus Procedimentos Operacionais Padrão na Farmácia

Você deve escrever e desenvolver seu POP respectivo para cada atividade realizada na farmácia, desde a limpeza, atividades administrativas, até a consulta farmacêutica, serviços de saúde e encaminhamentos. 

É responsabilidade do farmacêutico sua elaboração e implantação. O documento deve estar em formato de tópicos, com o maior detalhamento possível, em linguagem clara e objetiva, para que cada profissional da equipe consiga entender e realizar a atividade.

O propósito é justamente estabelecer uma rotina de trabalho em que todos realizem o atendimento e serviços de forma padronizada. Assim, todos irão desempenhar a mesma função com o mesmo padrão de qualidade.

procedimentos-operacionais-padrao-na-farmacia

Na Clinicarx, eliminamos a necessidade do trabalho manual de você montar cada Procedimento Operacional e disponibilizamos mais de 40 POP’s prontos e constantemente atualizados diretamente para a farmácia. 

Todos os documentos são acessíveis diretamente em nossa Central de Conhecimento, exclusiva para clientes Clinicarx, e cobrem toda gama de serviços que podem ser prestados com a plataforma. 

A farmácia pode manter seu manual de qualidade e apenas referenciar os POPs da Clinicarx em sua documentação interna. Assim, você fica tranquilo quanto à documentação de cada procedimento e pode focar em atender seus clientes de forma padronizada!

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com a sua rede.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
5 2 votos
Avaliação
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

Sumário

Busca

Compartilhe

News Clinicarx

Clinicarx + 1000 inscritos no Youtube

A Clinicarx é a Plataforma que leva Serviços de Saúde à população através das farmácias.

Quer saber mais sobre serviços farmacêuticos?

Amanda Souza
Amanda Souza
Jornalista, Mestranda em Comunicação e Estudos de Mídia, Analista de Conteúdo da Clinicarx.
Confira minhas postagens

News Clinicarx

Aproveite e veja também

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar e melhorar a sua experiência conosco.
Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao Clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.