Isolamento para COVID-19: mudanças no protocolo

Seguindo a lógica e posicionamento de órgãos internacionais sanitários, como o CDC e a NHS, o Ministério da Saúde diminuiu o tempo recomendado de isolamento para COVID-19 de casos leves e moderados.  

O isolamento para COVID-19 é uma estratégia de saúde pública que tem por objetivo a separação de indivíduos infectados dos não infectados durante o período de transmissibilidade da doença, ou seja, quando é possível transmitir o patógeno em condições de infectar outra pessoa.

De acordo com as novas recomendações, o isolamento de pessoas infectadas só pode ser suspenso após 10 dias da data de início dos sintomas, desde que permaneçam sem febre, sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios.

No entanto, outros cenários também foram previstos e propostos para diminuir o período de isolamento. 

Para referência: o dia 0 é o dia do início dos sintomas e o dia 1 é o primeiro dia completo após o início dos sintomas, ou seja, 24 horas após o início dos sintomas, e assim sucessivamente.

Isolamento para COVID-19 de cinco dias

A ausência de sintomas somada a um resultado negativo de um teste para COVID-19 é fundamental para que o isolamento possa acabar após cinco dias completos do início dos sintomas.

Após o quinto dia completo do início dos sintomas, se a pessoa estiver com remissão dos sintomas respiratórios, sem febre E sem o uso de antitérmicos por um período mínimo de 24 horas, ela poderá realizar testagem (RT-PCR ou teste rápido de antígeno) para COVID-19: 

  • Se o resultado for negativo, ela poderá sair do isolamento. 
  • Se o resultado for positivo, será necessário permanecer em isolamento até o décimo dia, que deve ser contado do início dos sintomas, e só poderá suspendê-lo se estiver sem febre, sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios.

Isolamento de sete dias 

Se no sétimo dia a pessoa estiver com remissão dos sintomas respiratórios, sem febre  e sem o uso de antitérmicos por um período de 24 horas, ela poderá sair do isolamento sem a necessidade de realizar algum teste.

Caso o paciente esteja sintomático, é obrigatória a realização da testagem

  • Se o resultado for negativo, a partir do oitavo dia completo do início dos sintomas a pessoa poderá sair do isolamento, desde que esteja sem febre, sem o uso de antitérmico e com remissão dos respiratórios.
  • Se o resultado for positivo, será necessário permanecer em isolamento até o décimo dia e só poderá suspendê-lo se estiver sem febre, sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios.

Isolamento de dez dias

Nos casos em que a pessoa necessite fazer o isolamento de 10 dias completos após o início dos sintomas, não é necessário realizar teste de detecção do vírus da COVID-19 para suspender o isolamento, desde que a pessoa permaneça sem febre, sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios.



Medidas adicionais ao isolamento para COVID-19

Embora exista possibilidade de finalizar o isolamento em um período menor do que 10 dias, faz-se necessário manter as seguintes medidas adicionais até o décimo dia do início dos sintomas:

  • Usar máscara bem ajustada ao rosto, preferencialmente cirúrgica ou PFF2/N95, quando estiver em contato com outras pessoas.
  • Evitar contato com pessoas imunocomprometidas ou com fatores de risco para agravamento da COVID-19.
  • Evitar locais com aglomerações de pessoas, como transporte público, ou onde não seja possível manter o distanciamento físico. 
  • Não frequentar locais onde não possa usar máscara durante todo o tempo, como restaurantes e bares; e evitar realizar refeições perto de outras pessoas, tanto em casa como no trabalho, por pelo menos 10 dias completos após o início dos sintomas.
  • Não viajar durante o seu período de isolamento. No caso de interromper o isolamento antes do 10º dia do início, orienta-se fazer o teste RT-PCR ou Teste rápido de Antígeno (TR-Ag) e só viajar se o resultado for não detectado/reagente e que esteja sem sintomas antes da viagem. Caso não seja possível realizar o teste, orienta-se adiar a viagem por pelo menos 10 dias a contar do início dos sintomas.

Resumo das novas recomendações do isolamento para COVID-19

As novas recomendações podem ser conferidas no quadro abaixo:

isolamento covid

ATENÇÃO

  • Caso o indivíduo não consiga usar máscara quando estiver próximo a outras pessoas, o isolamento deve ser de 10 dias completos após o início dos sintomas.

  • Se continuar com febre ou sem remissão dos outros sintomas respiratórios, o indivíduo deve esperar para suspender o isolamento até que permaneça afebril sem uso de medicamentos antitérmicos e remissão dos sintomas respiratórios por no mínimo 24 horas.

Isolamento para COVID-19 e Profissionais da saúde

Para profissionais de saúde com quadro de síndrome gripal (SG) – leve a moderado – com confirmação para COVID-19 ou que ainda não coletaram amostra biológica para investigação etiológica, as medidas de isolamento e precaução devem iniciar imediatamente e só podem ser suspensas após 10 dias da data de início dos sintomas, desde que permaneça afebril sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios. 

Em situações de excepcionalidade/sobrecarga dos serviços de saúde, o profissional poderá suspender o isolamento após 7 dias do início dos sintomas, desde que permaneça afebril sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas E com remissão dos sintomas respiratórios E com resultado de TR-Ag não reagente ou de RT-PCR não detectado. Neste caso, o profissional deve manter as medidas adicionais até o 10º dia completo do início dos sintomas.

As medidas de precaução e prevenção devem continuar

Para reduzir a exposição ao vírus, certifique-se de adotar as seguintes medidas:

  • Uso de máscara bem ajustada no rosto;
  • Higienizar frequentemente as mãos;
  • Evitar locais com aglomerações;
  • Melhorar a ventilação dos locais.

     

Mantenha as medidas de cuidado e quando chegar a sua vez, vá até o posto de atendimento e vacine-se!

   “Estaremos todos seguros apenas quando todos estiverem seguros.”

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com a sua rede.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
4.6 11 votos
Avaliação
guest
5 Comentários
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
paula tawane
paula tawane
5 meses atrás

perfeita explicação.

Amanda Souza
Admin
Amanda Souza
4 meses atrás
Responder a  paula tawane

Ficamos felizes que você gostou! Obrigada 🙂

VANDERLEIA A CAVALCANTE
VANDERLEIA A CAVALCANTE
5 meses atrás

PERFITO EXXPLICAÇÃO !

Amanda Souza
Admin
Amanda Souza
4 meses atrás

Ficamos felizes que você gostou! Obrigada 🙂

Edinaldo
Edinaldo
4 meses atrás

Minha filha testou posição dia nove e moramos na mesma casa, quantos dias deveremos ficarmos isolados?

Última edição$ s por$ s

Sumário

Busca

Compartilhe

News Clinicarx

Clinicarx + 1000 inscritos no Youtube

A Clinicarx é a Plataforma que leva Serviços de Saúde à população através das farmácias.

Quer saber mais sobre serviços farmacêuticos?

Isabela Pina Meza
Isabela Pina Meza
Farmacêutica, Especialista em Farmácia Clínica e Mestre em Ciências Farmacêuticas. Analista Farmacêutica de Produtos Digitais na Clinicarx.
Confira minhas postagens

News Clinicarx

Aproveite e veja também

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar e melhorar a sua experiência conosco.
Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao Clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.