Transformação digital na saúde: as mudanças para farmácias

transformação digital na saúde

O mundo digital ocupa um lugar notável em diferentes espaços do nosso dia a dia e no setor da saúde não é diferente. A transformação digital na saúde se tornou fundamental diante do cenário atual, como já vinha acontecendo em vários setores da economia.

Devemos ficar atentos às mudanças e às tendências que essa transformação vêm trazendo e promete trazer (em um futuro bem próximo) para as farmácias.

Transformação digital na área de saúde

Tecnologias com o propósito de auxiliar a gestão da saúde do paciente surgem a todo momento. Softwares de monitoramento, canais online de atendimento e plataformas de prescrição digital estão cada vez mais presentes na rotina dos profissionais de saúde.

Com a idealização do paciente no centro do processo recebendo cuidados primários de qualidade, a aposta do mercado tem sido substancial em plataformas digitais que possibilitam a padronização da oferta dos serviços clínicos e recursos que se propõem a melhorar a experiência do paciente com o atendimento concedido.

Nesse mesmo contexto, surge também a necessidade por plataformas de comunicação seguras e integradas com as soluções necessárias em um único lugar. Softwares intuitivos e confiáveis que oferecem suportes para o profissional e respondem às expectativas do atendente e do paciente tendem a se destacar.

Adicionalmente, a crescente demanda por atendimento evidencia a utilidade de ferramentas que permitem o armazenamento de dados dos pacientes de maneira ágil e segura. Isso, por sua vez, revela a necessidade de os profissionais se adaptarem e se prepararem para trabalhar com as tendências do mercado.

As novas tecnologias continuarão surgindo e novos formatos de atendimento online, como a telemedicina, serão cada vez mais importantes e frequentes, principalmente quando integradas ao contexto que prioriza a agilidade e a confiança nos atendimentos em saúde.

O paciente no centro

A transformação digital visa melhorar a experiência da jornada do paciente. A possibilidade de buscar os serviços de saúde, ter uma consulta e poder acessar o histórico de informações registradas em seus atendimentos está a um clique de distância, na palma da mão do cliente.

Os pacientes já podem relatar os sintomas e interagir online com sistemas inteligentes (como softwares e aplicativos), com médicos, farmacêuticos e outros profissionais, antes mesmo de irem à farmácia ou a outro estabelecimento de saúde. Consultas remotas com profissionais da saúde também já são uma realidade para muitos brasileiros.

Além disso, em um futuro próximo, a receita médica se converterá em prescrição eletrônica disponível em um sistema que produzirá todas as orientações necessárias para um tratamento seguro. Somado a esse sistema, a dispensação de medicamentos será acompanhada do gerenciamento, assistência e avaliação do tratamento. Tudo isso poderá ser mapeado em aplicativos que vão disponibilizar informações para o paciente e para o farmacêutico.

Em suma, o paciente se torna cada vez mais o centro das atenções e o protagonista do gerenciamento da sua própria saúde. Para as farmácias, o caminho para essa transformação digital vem acontecendo de maneira mais rápida nos últimos tempos.

A transformação digital nas farmácias

A transformação digital na farmácia se associa a três pontos importantes quando pensamos nessa implementação digital completa e integrada.

Gestão dos serviços de saúde

Atualmente a simplificação e otimização do gerenciamento das prestações de serviços em saúde são altamente desejáveis, principalmente nas farmácias, local em que muitos clientes desejam um atendimento rápido com soluções eficazes.

Com a tecnologia, o atendimento farmacêutico flui de maneira ágil e integrada, já que possibilita ao profissional a realização e registro de vários serviços em um único atendimento – desde as informações obtidas durante a anamnese até outros serviços como a revisão da farmacoterapia, avaliação antropométrica, teste de glicemia, exame de perfil lipídico, entre outros serviços disponíveis.

Uma plataforma que vincule de maneira inteligente os serviços ofertados e que produza dias e sugestões automaticamente, baseadas nos dados do paciente e nos procedimentos realizados durante a consulta farmacêutica, tende a somar nesse cenário e a se destacar.

Além disso, ao oferecer serviços em saúde, o farmacêutico deve saber precificar e analisar o custo por oferta de serviço. Um software que apresenta um painel gerencial para esse controle é uma ferramenta extremamente útil para auxiliar a parte financeira dos serviços farmacêuticos, afinal de contas é preciso que essa estrutura de negócio seja rentável e sustentável.

Comunicação com o paciente

O uso da inteligência artificial para ajudar o farmacêutico nos cuidados de saúde do paciente (mostrando dicas e informações baseadas em recomendações clínicas presentes em diretrizes atualizadas) deve ser o foco de uma tecnologia para farmácias. Como representação da oportunidade do acesso à saúde, a farmácia precisa utilizar a tecnologia disponível no mercado para receber da melhor maneira possível a demanda do seu cliente.

Canais que facilitem o agendamento online das consultas e serviços na farmácia são os novos queridinhos! Isso porque, na era da transformação digital, o paciente não quer mais sair de casa para agendar um atendimento.
Sites e softwares que disponibilizam uma página de agendamento para que o paciente marque o seu teste para COVID-19 ou seu teste de glicemia, por exemplo, são diferenciais que a sua farmácia deve ter nessa nova configuração da saúde.

Além disso, aplicativos mobile com interface entre farmácia e paciente estão cada vez mais em alta pela facilidade de comunicação. O paciente tem todos os seus dados, medicamentos e posologia em um só lugar e ainda é possível verificar os seus agendamentos de retorno. Oferecer essa ferramenta na sua farmácia pode ser um diferencial para se destacar no mercado. Adicionalmente, essas tecnologias podem ser uma forma de fidelizar o cliente.

Normas e legislação

Com essa transformação digital ocorrendo na área da saúde, é importante que os estabelecimentos que acompanhem as tendências tecnológicas estejam de acordo com as legislações e regras exigidas para a prestação de serviços em saúde.

A entrega da Declaração de Serviço Farmacêutico para o paciente é obrigatória após o atendimento clínico. A ANVISA, através da RDC nº 44/2009, determina que os dados do estabelecimento estejam identificados em todas as declarações de serviços impressas e fornecidas ao paciente. Dessa maneira, é fundamental ter o auxílio de uma ferramenta que produza esse documento de acordo com todas as especificações exigidas juntamente com o relatório dos procedimentos realizados durante a consulta farmacêutica.

Além disso, documentos de Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) de cada procedimento realizado dentro de uma farmácia são obrigatórios e fiscalizados pela Vigilância Sanitária. Esse tipo de documento exige grande esforço da equipe técnica da farmácia, tanto para a sua produção quanto para a sua atualização, quando necessária.

Ter uma plataforma digital que facilite esse trabalho facilita o trabalho do farmacêutico. Com POP’s prontos e constantemente atualizados para a farmácia, o farmacêutico pode concentrar o seu foco no atendimento aos pacientes.

Um bom planejamento de comunicação é importante para que os clientes saibam de todos esses diferenciais que a sua farmácia apresenta. Aproveite as facilidades que as redes sociais proporcionam para que a sua farmácia se comunique com seus clientes. Não se esqueça de fazer um planejamento para implementar estratégias de marketing digital na sua farmácia. Uma clareza na comunicação ajuda a trazer novos clientes e a fidelizar pacientes.

Plataforma digital para farmácias 

Quer saber mais sobre o assunto e como a tecnologia pode ajudar a sua farmácia?

Fique por dentro das últimas tendências e o que esperar para preparar sua farmácia neste ano, veja como a tecnologia é uma aliada das farmácias.