materiais educativos

Forneça provas: como materiais educativos podem tornar seu serviço farmacêutico único

O paciente foi até sua farmácia, foi atendido na sala de serviços farmacêuticos. Vocês conversaram sobre problemas de saúde e como resolvê-los. Mas o paciente não saiu inteiramente satisfeito, então qual seria o problema? Talvez você tenha perdido a oportunidade de tornar seu serviço memorável porque não forneceu materiais educativos impressos.

Mas o que são materiais educativos impressos (MEI)? São ferramentas de educação em saúde. Incluem qualquer tipo de material em papel que contém informações que podem ajudar o paciente a tomar melhores decisões sobre sua saúde, por exemplo: folhetos, livros, panfletos, bulas, folder, cartilhas.

Falar em materiais educativos impressos em tempos de internet e transformação digital pode soar até antiquado. Não muitos anos atrás, alguns especialistas diziam que os livros em papel iriam acabar. Mas você sabia que o mercado de livros, apesar de toda crise das livrarias, cresceu no Brasil em 2018?

Mas por que será que isso acontece? Um dos motivos pode vir da experiência: “quem gosta de ler sente um afeto físico pelos livros. Curte tocar neles, sentir o fluxo das páginas, exibir a estante cheia. Uma relação de fetiche. Amor até”, descreve o jornalista Alexandre Versignassi.

Forneça evidências: o marketing que dá certo

Outro motivo pelo qual fornecer materiais educativos impressos pode ser uma boa decisão é pelo marketing dos serviços. Os especialistas da área valorizam muito as evidências físicas que você cria, como forma de tornar mais tangível a experiência do cliente no serviço. O fluxo do atendimento, as instalações, os impressos, tudo isso conta para criar uma serviço memorável.

A sua declaração de serviço farmacêutico é um tipo de material educativo impresso, que pode ganhar muito mais poder se associada a um conteúdo educativo que faça sentido para aquilo que o paciente está vivendo. Laudos com resultados de testes rápidos são outro exemplo de material com forte potencial educativo.

Materiais impressos estão no coração dos serviços farmacêuticos

Pacientes que recebem orientações por escrito se mostram mais seguros e aderentes ao tratamento. Isso ocorre porque a orientação verbal do paciente ganha mais força quando associada à orientação por escrito.

Um amplo levantamento mostrou que 54% de todos os estudos clínicos avaliando serviços clínicos providos por farmacêuticos em farmácias incluiram a entrega de materiais educativos impressos. Portanto, seu serviço farmacêutico ficará mais completo se você adicionar materiais educativos impressos. Mas como fazê-los?

Dicas para elaborar seu material educativo em saúde

Na área da saúde, existe uma preocupação em elaborar materiais que sejam precisos na informação, vindos de fontes seguras, e que estejam em um formato validado. Em outras palavras, é preciso tentar garantir que o material irá produzir seu resultado esperado, sem produzir prejuízos ao paciente.

Mas validar de forma científica cada material que você pode desenvolver na farmácia é uma tarefa impossível. Por isso, siga essas dicas práticas antes de elaborar seu próximo material:

  • Entenda onde você quer chegar. Defina claramente qual é o objetivo da mensagem que você quer passar, ou melhor, que ação você gostaria que o paciente fizesse após consumir aquele conteúdo. Todo material educativo é uma chamada à ação (Call to Action).
  • Prefira conteúdos prontos. Você não precisa reinventar a roda. Aproveite conteúdos elaborados por especialistas ou órgãos, como o Ministério da Saúde, citando a fonte das informações que utilizou. Complemente com informações que façam sentido para seu objetivo.
  • Use imagens associadas ao texto. Escolha imagens que façam sentido para reforçar a mensagem. Evite o uso de carinhas coloridas ou imagens que não tem nenhum sentido com o texto!
  • Menos é mais. Seja direto e não exagere no texto. Ninguém lê materiais muito longos ou técnicos demais. Use linguagem o mais coloquial possível. Evite ao máximo abreviações e jargões técnicos.
  • Organize o conteúdo em formato amigável. O formato de perguntas e respostas geralmente é bem recebido pelas pessoas. Outra alternativa é organizar o texto em blocos curtos.
  • Alguns conteúdos não podem faltar. Todos os seus materiais devem trazer o nome da sua marca e logo do seu serviço, slogan de posicionamento, descrição breve do serviço associado àquela informação, onde seu serviço acontece e como o paciente pode fazer contato.

Vamos ao próximo nível: conteúdo rico, padronizado e de fácil acesso

No Clinicarx, criamos um sistema inteligente para você organizar e padronizar os materiais educativos impressos da sua farmácia. É possível criar uma biblioteca de materiais, feitos por você, e torná-los acessíveis a um clique durante o atendimento.

O sistema irá sugerir materiais impressos que você pode acessar e imprimir durante o atendimento, conforme o serviço prestado. Na hora, rapidamente, sob demanda.

Todos os materiais educativos da sua rede de farmácias ficam centralizados e fáceis de gerenciar. Assim, você padroniza práticas entre as filiais e encanta seus clientes. É mais conhecimento, mais adesão ao tratamento e marketing positivo para seu serviço.

Nunca mais fique perdido/a procurando na gaveta aquele panfleto que você criou sobre “alimentos para doença do refluxo”, para dar aos seus pacientes, e que não encontra mais!

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Posts relacionados

EXPERIMENTE O CLINICARX AGORA MESMO POR 7 DIAS!

2019 Clinicarx, todos os direitos reservados. Política de privacidade   |  Edifício Fleming – Av. Mal. Humberto de Alencar Castelo Branco, 131   |   CNPJ: 26.740.121/0001-63