Posso aplicar essa vacina? Como fazer o serviço de vacinação na farmácia

Sua farmácia já superou toda burocracia de infraestrutura, documentação e licença sanitária. Seu serviço de vacinação finalmente será inaugurado! Os primeiros pacientes começam a aparecer, eles querem saber mais sobre isso, fazem perguntas, decidem tomar uma vacina. Como você deve proceder?

Algumas vacinas podem ser aplicadas na farmácia sem necessidade de receita médica. Segundo a Anvisa, todas as vacinas constantes no PNI (Programa Nacional de Imunizações) podem ser aplicadas diretamente na rede privada, com o paciente pagando pela vacina. Outras vacinas não constam no calendário oficial, por isso necessitam de receita médica. Neste caso, o paciente vai ter que ir ao médico primeiro, antes de tomar a vacina na farmácia.

Podemos fortalecer a cobertura vacinal dos brasileiros. Segundo o Ministério da Saúde, todas as vacinas do calendário do adulto em 2018 ficaram abaixo da meta de cobertura ideal. Portanto, as farmácias tem o dever de entrar nessa luta pela ampliação do acesso e da cobertura vacinal.

Tomar vacinas na farmácia é seguro?

Se você que está lendo este artigo não é farmacêutico(a), fique tranquilo(a). Sabia que o número de farmácias aplicando vacinas no Brasil já é igual ou maior do que o número de clínicas privadas de vacinação?

As farmácias aplicam medicamentos injetáveis há muitos anos. É um serviço tradicional. Além disso, são responsáveis pela guarda de diversos tipos de medicamentos sensíveis, como insulinas e hormônios. A farmácia é um estabelecimento expert em guarda, armazenamento e aplicação de medicamentos, por isso é natural que apliquem também vacinas.

Farmacêuticos que oferecem serviço de vacinação, além de terem feito curso de graduação com 4 a 6 anos de duração, passam por um treinamento obrigatório específico em vacinas. São profissionais preparados e certificados para esse serviço.

Vacinação passo a passo

Passo 1. Analise o estado vacinal

O primeiro passo é verificar quais vacinas são recomendadas para a faixa etária do paciente e qual seu estado vacinal atual para cada uma delas. Os calendários são diferentes para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes, por isso cada paciente pode ter uma necessidade de vacina diferente.

Muitas vezes, as pessoas se esquecem de tomar a segunda ou terceira dose de uma vacina ou simplesmente perdem o registro de uma vacina tomada. Por isso, pergunte sobre doses tomadas. Pessoas não vacinas ou com estado vacinal incompleto precisam completar seu esquema. Lembre-se: vacina dada é vacinação não perdida.

Passo 2. Verifique contraindicações

Muitos profissionais da saúde, infelizmente, ainda aplicam vacinas sem antes perguntar ao paciente sobre possíveis contraindicações.

Cada vacina tem sua especificidade e algumas perguntas de segurança são indispensáveis para uma aplicação segura. São várias situações que precisam ser verificadas antes da aplicação. Por exemplo, pacientes que estão doentes e febris devem adiar a vacinação contra gripe. Pessoas que tomaram vacinas de vírus atenuados não devem tomar outras vacinas semelhantes dentro de 30 dias.

Passo 3. Aplique com segurança

Cada vacina tem seu volume de dose específico, via de administração e locais de aplicação recomendados, portanto devem ser aplicadas com cuidado.

Antes de aplicar, confirme essas informações. Há vacinas de uso por via intramuscular, por exemplo, que não podem ser aplicadas no glúteo, mas apenas no deltóide.

Vacinação rápida e segura

No Clinicarx, elaboramos um sistema único para controle e registro de aplicações de vacinas na farmácia.

O sistema aumenta a segurança do gesto vacinal, informando ao farmacêutico quais vacinas estão recomendadas para o paciente, que doses já tomou, que doses faltam. Automaticamente identifica as características como idade, sexo, gestação e evita orientações incorretas. Além disso, você pode consultar as informações técnicas mais importantes sobre cada vacina.

Selecionada a vacina que o paciente precisa, o sistema irá lhe guiar por algumas perguntas de segurança, alertando sobre situações em que é melhor não aplicar a vacina. Se tudo estiver ok, você seguirá para a aplicação.

Na aplicação, via de administração e local de aplicação são recomendados automaticamente. Não há risco de você aplicar no lugar errado.

Ao final, você fornecerá uma declaração da aplicação ao paciente, sua carteira de vacinação digital e terá todas as informações organizadas para envio ao SI-PNI.

Quando o conhecimento e a experiência do profissional se aliam à tecnologia, os processos se tornam mais simples e seguros. Na correria do dia a dia, você garante que cada paciente/cliente tenha o melhor atendimento. Ele merece.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Posts relacionados

Receba nossas novidades

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

IMPLEMENTE AGORA
SERVIÇOS FARMACÊUTICOS

2019-03-27

Inscreva-se e receba nosso curso gratuito EM SEU EMAIL