Técnicas de venda para farmácias: testes rápidos

técnicas de venda para farmácias

Veja como agregar valor no atendimento do balcão e conheça as técnicas de venda para farmácias e aprenda vender testes rápidos de interesse ao cliente.

Os serviços de atenção farmacêutica são um conjunto de serviços que fornecem assistência farmacêutica, auxiliando as pessoas na promoção e proteção da saúde, detecção de riscos, autocuidado, adesão e acompanhamento de tratamentos.

Oferecer serviços é ter oportunidade de impactar e beneficiar a saúde dos clientes, ser um profissional reconhecido, gerar nova receita com prestação de serviços e ter oportunidade de aumentar o faturamento da sua farmácia.

Uma estrutura sustentável desses serviços de atenção farmacêutica é uma combinação entre o valor em saúde que você entrega e técnicas de venda para farmácias manterem e agregarem renda.

Se você já passou pela fase de estruturação da sala para serviços farmacêuticos, o próximo passo é tornar o seu negócio rentável financeiramente e aproveitar ao máximo o espaço e o dinheiro investido.

Não existe uma fórmula mágica para fazer isso acontecer, porém um bom começo é entender o valor que você entrega com o seu serviço e quais sãos os clientes que podem se beneficiar.

Pensando nisso, separamos aqui algumas técnicas de venda para farmácias com o objetivo de que aproveite as oportunidades diárias e aprenda a oferecer testes rápidos que podem ser facilmente vendidos agregando valor ao atendimento e cuidado com a saúde do paciente.

Vamos abordar os principais testes rápidos de acompanhamento ou rastreamento em saúde de doenças com alta prevalência e os benefícios de cada teste.

Teste Rápido de Perfil Lipídico: o que saber para vender

O teste rápido de perfil lipídico é um teste que permite a quantificação de diferentes frações lipídicas no sangue do indivíduo: colesterol total, HDL-C, LDL-C, Não-HDL-C e triglicerídeos.

Qual é o benefício que o cliente ganha ao fazer o teste?

A doença cardiovascular (DCV) é a principal causa de morte no Brasil e o número total está aumentando principalmente devido ao envelhecimento e ao adoecimento da população.

As dislipidemias (níveis elevados de lipídios no sangue) representam importante fator de risco cardiovascular e hipertrigliceridemia (níveis elevados de triglicerídeos no sangue) é fator de risco independente para a DCV, em especial doença arterial coronariana (DAC). 

A identificação dos indivíduos assintomáticos com maior predisposição à DCV é crucial para a prevenção efetiva com a correta definição das metas terapêuticas. 

O acompanhamento de pessoas em tratamento também é importante para avaliar eficácia do tratamento e alcance das metas terapêuticas estabelecidas de acordo com o risco cardiovascular de cada paciente.

Quando você oferece o teste rápido de perfil lipídico, você oferece oportunidade de cuidado com a saúde, avaliação do perfil do paciente e define plano de cuidado adequado, que pode ser encaminhamento médico e/ou medidas não-farmacológicas.

Técnicas de venda para farmácias que oferecem o teste rápido de perfil lipídico

As estatinas são as medicações de primeira escolha para o tratamento da hipercolesterolemia (colesterol alto).

Sabendo isso, um ponto é certo: o teste pode ser oferecido para todos que procuram a farmácia para comprar esses medicamentos.

Se você vivencia a rotina de uma farmácia, você certamente sabe que as vendas de estatinas (sinvastatina, rosuvastatina, atorvastatina, entre outras) são diárias.

Os clientes que compram esses medicamentos são potenciais clientes para o teste rápido de perfil lipídico.

A venda de fibratos (exemplos: ciprofibrato e fenofibrato) e ômega 3 também são muito comuns e pode ser mais um momento para oferecer o teste. 

Outros clientes que podem se beneficiar muito desse serviço são pacientes diabéticos. Isso porque essas pessoas têm, no mínimo, risco cardiovascular intermediário.

O ideal é conversar com o cliente que está comprando o medicamento, perguntar como é o acompanhamento médico e a rotina de exames para, se necessário, oferecer o teste e explicar os riscos da DCV e os benefícios que ele pode ter ao ser atendido por você.

Você já percebeu também que as técnicas de venda para farmácias precisam ter o foco no paciente, suprir uma necessidade e agregar valor em saúde para ele, de forma integral e que faça sentido. 

Teste rápido de Glicemia

O Teste Rápido de Glicemia determina a concentração de glicose em amostra de sangue total. Esse teste é a principal ferramenta para rastreamento do diabetes mellitus e para acompanhamento dos resultados do tratamento.

Qual é o benefício que o cliente ganha ao fazer o teste??

Realizar o teste em paciente sem diagnóstico prévio de diabetes é de grande importância porque o rastreamento está diretamente ligado à possibilidade de encaminhamento médico para diagnóstico e tratamento precoces.

Essa identificação precoce minimiza os riscos de desenvolvimento de complicações, principalmente microvasculares. Dessa maneira, o cliente se beneficia muito quando realiza o rastreamento do Diabetes Mellitus e é avaliado pelo farmacêutico.

Pessoas com sobrepeso ou obesidade, hipertensão arterial e com história familiar de Diabetes Mellitus 2 sem diagnóstico devem ser testadas para rastreamento do diabetes. 

Além disso, as pessoas com diagnóstico e em tratamento também podem realizar o teste com o objetivo de acompanhar a evolução do controle glicêmico.

Nesses casos, o teste viabiliza a análise da efetividade e segurança do tratamento farmacológico e não-farmacológico.

Essa análise é significativa porque o objetivo do tratamento é manter o nível de glicose dentro da meta terapêutica, portanto essa é uma maneira de saber se o objetivo está sendo alcançado para que futuras complicações sejam evitadas.

Como agregar o teste rápido de glicose na venda de medicamentos

Você, farmacêutico, pode oferecer o teste rápido para pacientes que já buscam a sua farmácia com a intenção de realizar o teste de glicemia. 

Aproveitar a oportunidade da venda diária de medicamentos para o tratamento do diabetes também pode ser utilizada para oferecer o teste na farmácia para que o farmacêutico faça a avaliação do paciente que está em tratamento.

Essa avaliação e o acompanhamento do paciente com Diabetes Mellitus pode ser um diferencial que auxilia no tratamento farmacológico devido à facilidade de acesso às farmácias que oferecem testes rápidos. 

Além disso, há outras maneiras de identificar a necessidade de realização desse teste e oferecer ao cliente.

Pessoas que chegam na farmácia à procura de produtos para auxiliar a perda de peso podem se beneficiar ao realizar o teste de glicemia para agregar informação e avaliar o estado de saúde.

Técnicas de venda para farmácias também envolvem o processo de acolher, avaliar e aconselhar, por isso, conheça melhor seu paciente e identifique o porquê do teste ser recomendado para ele e o benefício que ele pode ganhar com o procedimento.

Teste rápido de Hemoglobina Glicada (HBA1c)

A hemoglobina glicada (Hb1Ac) é a fração da hemoglobina que se liga à glicose. O Teste Rápido de Hemoglobina Glicada mede a quantidade desse componente em sangue total.

Por que é importante saber o resultado do teste da Hb1Ac?

A quantificação dos níveis de HbA1c também é utilizada, de forma complementar aos testes de glicemia de jejum e TOTG, para o diagnóstico de Diabetes Mellitus e acompanhamento do tratamento.

A realização deste teste é imoprtante porque a Hb1Ac é considerada o melhor parâmetro preditor de complicações crônicas do DM e deve ser utilizada como parte do arsenal disponível para avaliação do controle glicêmico.

A determinação da HbA1c possibilita estimar quão elevadas as glicemias estiveram nos últimos 3 a 4 meses, portanto é um índice relevante tanto para diagnóstico quanto para avaliação e acompanhamento do paciente diabético e para o manejo terapêutico.

Ainda vale ressaltar que o exame de Hb1Ac é considerado padrão-ouro para acompanhamento do paciente com diabetes, com objetivo de acompanhar a evolução do controle glicêmico.

Como vender esse teste rápido na sua farmácia

A Sociedade Brasileira de Diabetes recomenda que o exame HBA1c seja realizado ao menos duas vezes ao ano em adultos com controle estável. No entanto, há evidência de maiores benefícios com a medida trimestral da HbA1c. 

Pergunte ao seu paciente há quanto tempo ele não faz o acompanhamento glicêmico e explique a importância desse acompanhamento focando na prevenção de futuras complicações.

A combinação dos índices de HbA1c e testes de glicemia fornecerá aos pacientes e médicos as informações que necessitam para avaliar continuamente a eficácia da terapia para o diabetes.

Técnicas de venda para farmácias não são mágica ou uma regra aplicável a qualquer situação. A venda cruzada de produtos precisa fazer sentido e suprir as necessidades do seu paciente.

 

*Esse artigo foi revisado pelo corpo técnico da Clinicarx.

ASSINE A NEWSLETTER E FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

logo clinicarx branca

Nós organizamos tudo para que você ofereça serviços de saúde em sua farmácia.

2021 Clinicarx, todos os direitos reservados. Política de Privacidade
R. Dr. João Evangelista Espíndola, 1559 – Jardim Social, Curitiba/PR
CNPJ: 26.740.121/0001-63. Licença Sanitária 04.234/2019 | Inscrição CRF/PR: 26520 | CNES 0029637
Responsável Técnico Serviços Laboratoriais: Dr. Héron Emmanuel Passos Petris CRF/PR 18.206 l Diretor Farmacêutico: Dr. Cassyano J Correr CRF/PR 11.516