Quinta-Feira, 18 de Abril de 2024

Hipertensão arterial: sintomas, cuidados e prevenção!

<span class="artigo-escrito">Artigo escrito por: </span>Marcela Mazetto

Artigo escrito por: Marcela Mazetto

Todos os meus artigos

A hipertensão arterial, conhecida popularmente como pressão alta, é uma condição médica crônica que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. 

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), são 1,28 bilhões de pessoas com a doença entre 30 e 79 anos.

Confira aqui neste artigo mais sobre o que é a hipertensão arterial, quais são seus sintomas e como é possível cuidar da saúde para prevenir essa condição.

O Que é a Hipertensão Arterial?

O Que é a Hipertensão Arterial?

A hipertensão arterial ocorre quando a pressão sanguínea nas artérias está consistentemente alta. 

É importante entender que ela é medida em duas partes: 

  • Pressão sistólica: de acordo com as batidas cardíacas; 
  • Pressão diastólica: quando o coração está em repouso entre as batidas. 

A pressão arterial é considerada normal quando a leitura é cerca de 120/80 mmHg. No entanto, quando os números estão constantemente acima desse valor, pode ser um indicativo de hipertensão.

Nesse caso, é preciso procurar ajuda especializada para ter o tratamento e o acompanhamento especializado da enfermidade.

Você também pode fazer o exame de pressão arterial para verificar o que está acontecendo e ter todo o cuidado preventivo.

Causas da doença

A enfermidade pode ser causada por uma combinação de fatores genéticos, ambientais e comportamentais. 

Por isso, entender quais são as causas subjacentes são fundamentais para prevenir e controlar essa condição. 

Confira abaixo algumas das principais causas da hipertensão arterial:

  1. Genética: a predisposição genética é uma das principais causas da enfermidade. Por isso, se você tem familiares com histórico de pressão alta, seu risco de também desenvolver a condição pode ser maior.
  2. Idade: também há uma grande tendência do aumento da condição à medida que envelhecemos. Isso ocorre devido ao endurecimento natural das artérias e à perda de elasticidade ao longo do tempo.
  3. Estilo de vida sedentário: a falta de atividade física regular contribui para o ganho de peso, enfraquece o sistema cardiovascular e pode levar ao aumento da pressão arterial.
  4. Dieta rica em sódio: o consumo excessivo de sódio, encontrado principalmente em alimentos processados, fast foods e sal de cozinha, retém líquidos e aumenta a probabilidade da doença;
  5. Excesso de peso: O excesso de peso aumenta a carga sobre o sistema cardiovascular, tornando-se um dos vilões para o organismo.
  6. Consumo excessivo de álcool: O consumo de álcool pode levar ao aumento da probabilidade não somente da hipertensão arterial, mas também de outras enfermidades. 
  7. Tabagismo: Fumar danifica as paredes internas das artérias, além de todo o organismo.
  8. Estresse crônico: altos níveis de estresse podem influenciar na doença. Enquanto isso, o estresse crônico também pode contribuir para a hipertensão a longo prazo.
  9. Diabetes tipo 2: ambas as doenças muitas vezes estão interligadas. A resistência à insulina e os altos níveis de açúcar no sangue podem danificar as paredes dos vasos sanguíneos.
  10. Distúrbios renais: também podem influenciar no aumento da incidência da enfermidade.
  11. Hormônios e gravidez: algumas condições hormonais, como problemas da tireoide ou distúrbios hormonais relacionados à gravidez também influenciam na pressão alta.
  12. Uso excessivo de cafeína: consumir excesso de cafeína regularmente pode levar ao desequilíbrio do organismo.

Embora essas sejam algumas das causas comuns da hipertensão arterial, é importante notar que muitas vezes a condição é decorrente de muitos outros fatores. 

Por isso, ter essa conscientização sobre essas causas e a adoção de medidas preventivas, além de adotar um estilo de vida saudável, são cruciais para evitar o desenvolvimento ou agravamento da pressão alta.

Quais são os sintomas da doença?

Quais são os sintomas da doença?

Uma das características marcantes dessa doença é que ela é frequentemente chamada de “assassina silenciosa”, porque não costuma apresentar sintomas evidentes. 

No entanto, quando em estágio avançado, a hipertensão pode causar sintomas como:

  • Dores de cabeça ou especialmente na parte de trás do crânio durante o período da manhã;
  • Tontura ou sensação de possível desmaio;
  • Zumbido ou batimento nos ouvidos;
  • Visão embaçada ou turva;
  • Falta de ar ou dificuldade em respirar, especialmente durante atividades físicas.

Além disso, em casos extremos, a hipertensão pode levar a sintomas graves, como: 

  • Dor no peito; 
  • Falta de ar intensa; 
  • Sangramento no nariz;
  • Cansaço extremo.

Cuidados e Prevenção

A prevenção e o controle da hipertensão arterial são cruciais para uma vida saudável. 

Aqui estão algumas medidas que podem ser tomadas para reduzir os riscos da incidência dessa enfermidade:

  • Tenha uma vida ativa: tenha um exercício físico para chamar de seu e regularize não somente a sua pressão arterial, mas também tantas outras questões do seu organismo;
  • Alimentação balanceada: tenha uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras, além disso, reduza o consumo de sódio, gorduras saturadas e açúcares;
  • Elimine hábitos nocivos: ainda ao encontro do ponto anterior, reduza ou pare de vez com o fumo, ou o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Consultas médicas regulares: não deixe de fazer acompanhamento constante de seu organismo para ter um panorama sempre atualizado sobre sua saúde;
  • Medicação prescrita: se necessário, siga rigorosamente as orientações médicas e tome os remédios corretos para controlar a pressão arterial.

A hipertensão arterial é uma condição séria que pode ter consequências graves para a saúde se não for tratada adequadamente. 

Por isso, monitore regularmente, adote um estilo de vida saudável e busque orientação médica para prevenir e controlar a pressão alta. 

Lembre-se de que pequenas mudanças no dia a dia podem fazer uma grande diferença na sua saúde cardiovascular e bem-estar geral.

Compartilhe

Gostou do artigo? Compartilhe em duas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Sumário

Veja essas outras categorias

Veja outros artigos

Outros conteúdos que você pode gostar

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias para personalizar e melhorar a sua experiência conosco. Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.