Sábado, 22 de Junho de 2024
Doenças mentais para ficar de olho: quais são, sintomas e cuidados

Doenças mentais para ficar de olho: quais são, sintomas e cuidados

Picture of <span class="artigo-escrito">Artigo escrito por: </span>Marcela Mazetto

Artigo escrito por: Marcela Mazetto

Todos os meus artigos

As doenças mentais são um conjunto de condições que afetam o funcionamento psicológico e emocional de uma pessoa, podendo ter um impacto significativo na qualidade de vida. 

Aqui no Brasil, segundo dados do relatório anual do Estado Mental do Mundo, estamos na terceira posição de pior índice de saúde mental entre 64 países. 

Diante desses dados, comprova-se cada vez mais a necessidade de conhecer as diferentes doenças mentais, seus sintomas e os cuidados necessários para identificar e tratar essas condições. 

Neste artigo, vamos explorar algumas das principais doenças mentais, seus sintomas característicos e dicas de cuidados.

Doenças mentais mais comuns

Doenças mentais mais comuns

Primeiramente, é preciso saber quais são as doenças mentais mais comuns diagnosticadas. São elas:

Transtornos de Ansiedade 

Os transtornos de ansiedade são caracterizados por sentimentos intensos de medo, preocupação e ansiedade. 

Geralmente ele acontece do temor extremo de que algo aconteça, de pensamentos invasivos ou diante de situações difíceis para o indivíduo.

Alguns exemplos comuns incluem a forma generalizada, transtorno do pânico, fobias específicas, além do estresse pós-traumático, que acontece em situações extremas.

Os principais sintomas incluem:

  • Nervosismo, 
  • Agitação, 
  • Tensão muscular, 
  • Dificuldade de concentração, 
  • Problemas para dormir. 

O tratamento geralmente envolve psicoterapia, técnicas de relaxamento e, em alguns casos, medicamentos específicos para os efeitos colaterais no organismo.

Depressão

A depressão é uma enfermidade que afeta principalmente o humor, os pensamentos e o comportamento de uma pessoa. 

Os sintomas incluem:

  • Tristeza persistente, 
  • Perda de interesse nas amizades, no trabalho e na vida de uma forma geral, 
  • Alterações no apetite e no sono, 
  • Falta de energia, 
  • Sentimentos de culpa, 
  • Pensamentos suicidas. 

O tratamento da depressão pode incluir psicoterapia, medicação antidepressiva e mudanças no estilo de vida, como exercícios físicos regulares e uma dieta equilibrada.

É claro que qualquer ação que seja feita para remediar essa doença deve ser acompanhada de um médico e um especialista.

Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar é caracterizado por alterações extremas de humor, que variam entre episódios de mania e depressão. 

Durante a fase maníaca, a pessoa pode apresentar algumas características únicas, como:

  • Humor excessivo, 
  • Energia em demasia, 
  • Comportamento impulsivo, 
  • Pensamento acelerado. 

Enquanto isso, durante a fase depressiva, os sintomas são semelhantes aos da depressão. Esse tratamento geralmente envolve medicamentos estabilizadores de humor, terapia e apoio psicossocial.

Esquizofrenia

A esquizofrenia é uma doença mental crônica que afeta principalmente o pensamento, as emoções e o comportamento da pessoa que sofre com a doença. 

Os sintomas da doença são bem específicos e nocivos ao organismo, que incluem:

  • Alucinações, 
  • Delírios, 
  • Desorganização do pensamento, 
  • Isolamento social,
  • Falta de motivação. 

O tratamento envolve uma abordagem multidisciplinar com medicamentos antipsicóticos, psicoterapia, programas de reabilitação e suporte social.

Transtornos Alimentares 

Os transtornos alimentares também são incluídos como questões psicológicas que interferem no sistema imunológico. 

Nesse caso, são elas:

  • Anorexia nervosa, 
  • Bulimia,
  • Compulsão alimentar.

Todas essas doenças citadas anteriormente envolvem preocupações persistentes com o peso, a imagem corporal e comportamentos alimentares desordenados. 

Muitas vezes, o indivíduo tem uma imagem de si mesmo muito diferente da realidade, o que o leva a ficar cada vez mais doente.

Os sintomas variam de acordo com o transtorno, mas geralmente incluem:

  • Restrição alimentar extrema,
  • Excesso de consumo de alimentos após essa “dieta”,
  • Preocupação excessiva com o peso e a forma corporal. 

Para esse tratamento há a necessidade do envolvimento de uma equipe multidisciplinar, além da inclusão da psicoterapia, suporte nutricional e acompanhamento médico.

Transtornos do Humor 

Os transtornos do humor incluem condições como a depressão persistente ou a felicidade em excesso dentro de pouco tempo, além de em muitos casos, o desequilíbrio hormonal. 

Essas doenças estão relacionadas às mudanças de humor persistentes e alterações na estabilidade emocional. 

É preciso o acompanhamento de um especialista na área, além da psicoterapia, medicamentos específicos e a criação de estratégias de gerenciamento de estresse.

Transtornos de Personalidade 

Os transtornos de personalidade são padrões persistentes de pensamentos, emoções e comportamentos que afetam a forma como uma pessoa percebe a si mesma e aos outros. Alguns dos exemplos comuns incluem:

  • Borderline, 
  • Personalidade narcisista,
  • Transtorno de personalidade antissocial. 

O tratamento geralmente envolve terapia psicoterapêutica focada em melhorar o lado tanto social quanto emocional.

Prevenção: como se cuidar?

Prevenção: como se cuidar?

A prevenção das doenças mentais é um dos primeiros pontos para promover a saúde mental e o bem-estar emocional. 

Embora nem todas as doenças mentais possam ser prevenidas, existem medidas que podem ser tomadas para reduzir o risco e promover uma boa saúde mental. 

Aqui estão algumas formas de prevenção:

Educação e conscientização 

É fundamental fornecer informações precisas e educar as pessoas sobre as doenças mentais, seus sintomas, fatores de risco e como buscar ajuda. 

A conscientização ajuda a reduzir o estigma – ainda muito forte -, associado às doenças mentais, além de encorajar as pessoas a procurarem tratamento quando necessário.

Estabelecer e manter relacionamentos saudáveis 

Relacionamentos positivos e boas amizades são fundamentais para a saúde mental. 

Por isso, investir em cultivar amizades, buscar apoio emocional e manter uma rede de suporte são maneiras eficazes de prevenir problemas mentais.

Lembre-se que nenhuma pessoa é uma ilha! As nossas relações são importantes para preservar nossa sanidade mental, para melhorar nossa interação e convivência com o mundo ao nosso redor.

Aprender a gerenciar emoções 

É essencial aprender a lidar com as emoções de forma saudável, principalmente quando abordamos a temática de prevenção de problemas mentais. 

Para isso, existem muitas técnicas que podem ser incluídos em nosso dia a dia, como:

  • Relaxamento mental, 
  • Meditação, 
  • Ioga,
  • Prática de exercícios físicos, 
  • Busca por atividades que proporcionem prazer e alívio do estresse.

Estilo de vida saudável 

Um estilo de vida saudável pode ser contemplado por meio de variadas ações, que incluem: 

  • Dieta equilibrada, 
  • Prática de atividade física regular, 
  • Sono adequado 
  • Evitar o consumo excessivo de álcool e drogas.

Uma boa saúde física está diretamente relacionada à mental, portanto, tenha atenção a todas essas pequenas ações que possuem um impacto extremo no seu dia a dia.

Equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

O equilíbrio adequado entre trabalho e vida pessoal é essencial para a saúde psicológica, o que envolve estabelecer limites saudáveis, ter tempo para relaxar, se divertir e cuidar de si mesmo.

Saiba criar seus horários – independente se você atua como home office ou presencial -, aprenda a dizer não e respeite sua sanidade mental!

Esses são alguns dos primeiros passos para que sua mente esteja saudável, independente de qual seja sua atuação profissional.

Cuidado com o bem-estar emocional

Fazer uma pausa regularmente para verificar seu bem-estar emocional e mental é uma outra forma de prevenção. 

Por isso, aprenda a reconhecer os sinais precoces de estresse, ansiedade ou outros problemas mentais, além de quando é necessário buscar apoio profissional.

Acesso a serviços de saúde mental 

Ter acesso a serviços de saúde mental de qualidade é crucial para prevenir e tratar qualquer uma das enfermidades citadas anteriormente. 

Por isso, é importante que as pessoas tenham acesso a profissionais de saúde psiquiátrica competentes e a serviços adequados, incluindo terapia, aconselhamento e apoio psicossocial.

A prevenção das doenças mentais não é uma garantia absoluta, porém, adotar essas medidas pode reduzir grandemente o risco dessas enfermidades, além de promover uma melhor saúde em todos os âmbitos.

É fundamental buscar apoio profissional quando necessário e estar atento aos sinais e sintomas de problemas mentais em si mesmo e nos outros. 

Aqui na Clinicarx te ajudamos a garantir uma vida cada vez mais saudável, ativa e com cuidado em todos os detalhes para que sua rotina seja o mais leve possível!

Compartilhe

Gostou do artigo? Compartilhe em duas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Sumário

Veja essas outras categorias

Veja outros artigos

Outros conteúdos que você pode gostar

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias para personalizar e melhorar a sua experiência conosco. Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.