Quinta-Feira, 18 de Abril de 2024

Saúde feminina: cuidados necessários, doenças e prevenção

<span class="artigo-escrito">Artigo escrito por: </span>Marcela Mazetto

Artigo escrito por: Marcela Mazetto

Todos os meus artigos

Conhecer o seu próprio corpo e entender os principais desafios e cuidados particulares é uma grande questão quando falamos sobre a saúde feminina.

Um exemplo disso são os dados divulgados pelo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, onde em 2012, cerca de 74,1% das mortes que aconteceram nesse público eram evitáveis, incluindo crianças de 5 anos até idosas de 74 anos. 

Esses números tiveram uma queda de 45,5%, porém, ainda é considerado uma grande quantidade.

Confira mais abaixo sobre os cuidados que podem ser adotados quando falamos de saúde feminina, quais são as doenças mais comuns e a prevenção dessa e de outras enfermidades.

Doenças que mais afetam as mulheres

Doenças que mais afetam as mulheres

Independente de qual seja a causa, algumas doenças são as que mais interferem na qualidade de vida das mulheres, danificando a saúde a curto e a longo prazo.

Confira abaixo quais são elas, como podem ser diagnosticadas e os cuidados necessários.

Câncer de mama

Depois das doenças cardiovasculares, o câncer é a segunda doença que mais gera mortes aqui em nosso país.

No ano de 2022, foram registrados 66.280 novos casos de câncer de mama, o que representa uma quantidade de 43,74 casos em cada 100 mil mulheres, conforme dados do INCA.

Existem alguns fatores de risco que podem influenciar no surgimento da doença, como:

  • Genética;
  • Mulheres com mais de 50 anos;
  • Obesidade;
  • Falta de prática de exercícios físicos;
  • Tabagismo.

A melhor forma de prevenção é fazer a mamografia periodicamente, exame que identifica a doença e direciona o tratamento correto que pode salvar vidas.

Câncer de colo de útero

Dados do INCA mostram que em 2022 foram 16.710 novos casos de mulheres com câncer de colo de útero, o que representa um risco de 15,38 a cada 100 mil. 

Essa enfermidade é causada pelo papiloma vírus humano, ou comumente chamada de HPV, que pode ser facilmente prevenida por meio da vacinação quadrivalente, aplicável em meninas entre 9 até 14 anos.

Além disso, os exames preventivos incluem o papanicolau e a colposcopia, essenciais para identificar o vírus e iniciar o tratamento o quanto antes.

Alzheimer

O Alzheimer é um distúrbio cerebral irreversível e que ganha mais força com o passar do tempo, afetando significativamente a memória e o pensamento.

Essa doença é muito comum em pessoas com mais de 60 anos, mas também pode ser diagnosticada em idades mais jovens.

Dados do Ministério da Saúde mostram que aqui no Brasil temos 1,2 milhões de pessoas com Alzheimer, enquanto são diagnosticados anualmente 100 mil novos casos.

Desse total, ⅔ são mulheres, onde uma das principais causas é por viverem mais tempo, além da possibilidade da queda de estrogênio após a menopausa.

Essa enfermidade não tem cura, porém, quando diagnosticada cedo, pode ser retardada por meio do uso de medicamentos.

Osteoporose

A osteoporose é uma enfermidade que acontece quando há a redução da massa óssea. Ela tem maior incidência em mulheres depois da menopausa, principalmente pela queda dos níveis de estrogênio.

Pesquisas do Ministério da Saúde mostram que cerca de 10 milhões de pessoas vivem com a doença aqui no Brasil, porém, somente 20% dos pacientes sabem disso.

Vale a pena destacar que ela ganha mais força com o passar dos anos, ainda mais porque não possui sintomas marcantes, apenas afetando os ossos e deixando-os mais finos e porosos.

É importante destacar que mesmo que exista uma predisposição genética, pessoas sedentárias e com um estilo de vida mais desequilibrado possuem maiores chances de desenvolvimento da doença.

Esclerose Múltipla

A esclerose múltipla é uma doença classificada como crônica e que acontece no sistema imunológico. 

Sua origem é desconhecida e afeta diretamente o sistema nervoso central, gerando uma inflamação na medula espinhal e no cérebro.

Dados estimam que cerca de 40 mil pessoas convivam com a enfermidade aqui em nosso país. 

Além disso, as pesquisas também mostram que o público feminino possui de 2 até 3 vezes de maior desenvolvimento da doença.

Os sintomas aparecem logo no início da vida. São eles:

  • Visão baixa;
  • Fraqueza corporal;
  • Formigamento do corpo;
  • Visão dupla;
  • Dificuldade de falar ou de engolir;
  • Cansaço extremo;
  • Incontinência urinária.

Além dos fatores genéticos, existem teorias que associam a enfermidade à falta de vitamina D e a pessoas que não possuem um estilo de vida equilibrado.

Cuidados para a saúde feminina

Cuidados para a saúde feminina

Diante de todas as informações apresentadas anteriormente, existem alguns cuidados que precisam ser adotados diariamente para ter-se uma saúde cada dia mais forte.

Confira abaixo quais são eles e não deixe de incluí-los na sua programação:

1 – Tenha uma rotina de exames

Como você já pode observar anteriormente, é essencial que tenha os exames em dia, principalmente:

  • Hemograma completo;
  • Papanicolau;
  • Mamografia.

Eles podem dar um panorama geral sobre os cuidados que precisam ser adotados em cada situação, ampliando a qualidade de vida feminina.

2 – Invista em uma alimentação equilibrada

Ter uma alimentação saudável influencia não somente em uma saúde forte, mas também no bem estar do dia a dia, previne doenças e aumenta a longevidade.

Por isso, capriche nas verduras, nos legumes e nas proteínas, além de evitar o consumo em excesso de carboidrato, doces e bebidas alcoólicas.

3 – Faça atividades físicas diariamente

Outra ação que deve fazer parte da sua rotina são os exercícios físicos, porque:

  • Aceleram o metabolismo;
  • Melhoram o condicionamento físico;
  • Fortalecem o sistema cardiovascular;
  • Previne doenças;
  • Melhora a saúde mental.

Por isso, encontre aquele esporte para chamar de seu, seja aquela caminhada ao redor da quadra, a corrida que acontece nos parques ou tome coragem e vá para aquela aula de dança que você tem vergonha.

4 – Conheça seu corpo

É preciso que você tenha ciência de como funciona o seu corpo, afinal, cada organismo é diferente um do outro!

Por isso, caso desconfie que qualquer detalhe não está certo, não deixe de ir até o seu médico de confiança e esclarecer suas dúvidas.

A Clinicarx te ajuda em todos esses processos da sua vida, desde os agendamentos de seus exames até com o nosso blog: tire suas dúvidas aqui.

Compartilhe

Gostou do artigo? Compartilhe em duas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Sumário

Veja essas outras categorias

Veja outros artigos

Outros conteúdos que você pode gostar

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias para personalizar e melhorar a sua experiência conosco. Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.