Sábado, 25 de Maio de 2024
Vacina contra a gripe: saiba por que é a melhor forma de prevenção

Vacina contra a gripe: saiba por que é a melhor forma de prevenção

<span class="artigo-escrito">Artigo escrito por: </span>Marcela Mazetto

Artigo escrito por: Marcela Mazetto

Todos os meus artigos

Antes considerado referência em vacinação de pessoas, o Brasil, agora enfrenta uma grande queda nesse índice nos últimos dez anos: segundo dados da DATASUS do Ministério da Saúde, no ano de 2022, a porcentagem de vacinação no país foi de 60%, enquanto o número considerado ideal é de 90%.

Os imunizantes fazem parte da vida dos brasileiros, principalmente a vacina contra a gripe, desde o momento da gestação, no qual a mãe precisa ter apoio na hora do nascimento, e ao longo de toda a vida do bebê.

As vacinas da gripe são um dos imunizantes que combatem uma das doenças mais conhecidas: a gripe.

Quando não tratada corretamente, gera outras doenças mais graves, como pneumonia.

Quer saber mais sobre como funcionam as vacinas da gripe? Vamos falar sobre a vacina da Influenza e entender um pouco mais. Continue lendo!

Vacina da gripe ou influenza: o que é?

Como a vacina contra a gripe funciona?

A influenza, mais conhecida como gripe, é uma virose que acontece no sistema respiratório, causando vários sintomas incômodos, como:

  • Febre;
  • Dor de cabeça e/ou de garganta;
  • Tosse;
  • Dores musculares;
  • Coriza. 

Ela é transmitida por meio de contato com a secreção de alguém que está infectado, através de:

  • Tosse;
  • Espirro
  • Fala;
  • Contato com objetos contaminados.

Ao se imunizar da gripe, têm-se a prevenção de sintomas mais complicados ou que outras doenças apareçam, principalmente em pessoas que estão nos grupos de risco.

Como a vacina funciona?

A vacina da Influenza tem em sua composição “pedaços” do vírus inativo, permitindo que o organismo tenha contato com a doença. 

Depois de ter esse conhecimento da carga viral, ele automaticamente trabalha para que tenha os anticorpos necessários para neutralizar esse “invasor”.

Simples, não é mesmo?

Vacinação: quem pode se vacinar?

A vacina contra a gripe é altamente recomendada para bebês a partir dos 6 meses.

É indicada, pela SBI – Sociedade Brasileira de Imunizações -, que seja aplicada pelo menos uma vez ao ano para reforçar a eficácia e a prevenção contra a doença.

Cronograma de vacinação contra a gripe

Todos os anos há a divulgação pelo Ministério da Saúde do cronograma do Programa Nacional da Vacinação, onde o principal foco é que a população saiba mais sobre a importância de se vacinar e não se esqueça das datas específicas para cada faixa etária.

No ano de 2023 existem 5 etapas para prevenir não somente contra a gripe, mas também o reforço contra a covid-19, o sarampo e a poliomielite, veja abaixo:

  1. Vacinação contra a covid-19 com o uso da vacina bivalente.
  2. Reforço da vacinação contra a covid-19.
  3. Reforço da vacina de covid-19 entre o grupo de crianças e adolescentes.
  4. Vacinação contra a Influenza.
  5. Multivacinação contra o sarampo e a poliomielite nas escolas.

Se você tem dúvidas sobre como funciona a vacinação ou quer encontrar uma farmácia que ofereça perto de você, Clique aqui e saiba mais.

Vacina da gripe em crianças e adolescentes

A gripe pode ser uma doença super perigosa para os pequenos, mas, tudo isso é facilmente prevenido por meio da vacinação, reduzindo os quadros mais graves, como é o caso da SRAG – Síndrome Respiratória Aguda Grave – não esqueça.

Além disso, é importante destacar que as crianças quando não imunizadas, podem transmitir o vírus para outras pessoas, como idosos e adultos.

É válido lembrar que essa vacina contra a gripe ser feita de tempos em tempos, seguindo o calendário das indicações profissionais, principalmente porque a proteção do imunizante não costuma durar mais de oito meses.

Vacina da gripe em gestantes

Consideradas como grupo de risco, as grávidas e puérperas pós-parto, em até 45 dias, devem tomar a vacina contra a gripe.

A gestante possui muito mais facilidade para desenvolver uma condição mais grave pela doença, além de que a enfermidade pode aumentar em até 30% as chances de nascimento prematuro da criança.

É importante destacar que o imunizante protege tanto a mãe, quanto o bebê: a criança só poderá ter a sua dose individual aplicada a partir dos seis meses de idade.

Porém, quando a mãe recebe a vacina, o filho recebe proteção pelos anticorpos.

Vacina da gripe em adultos e idosos

Existe o mito de que pessoas em fase adulta ou idosos não precisam se vacinar, porém, é primordial compreender que em cada fase da vida do ser humano há a recomendação de imunizantes próprios.

Segundo dados da Kantar e GSK de 2022, de um total de 9 mil adultos com idade de 50 anos ou mais, em 9 países (incluindo o Brasil), apenas 56% receberam a vacina contra a gripe durante os últimos 5 anos.

O envelhecimento tem correlação com o desenvolvimento de várias doenças infecciosas, assim como a evolução para suas vertentes mais graves.

Além da idade, a existência de comorbidades também influencia o aumento de doenças infecciosas e complicações. Por isso, vacinar-se é a forma mais rápida, simples e certeira de ter todos os anticorpos necessários para reduzir esses riscos.

Contraindicações: quem não pode tomar?

Contraindicações da vacina da gripe

A vacina da gripe possui poucas contraindicações, geralmente para casos específicos, que são:

  • Pessoas que possuem alergia grave a algum dos componentes da vacina;
  • Pessoas que tiveram uma reação muito forte na dose anterior;
  • Quem está com muita febre deve adiar a vacina.

Perguntas mais frequentes

A vacina contra a gripe tem efeito colateral?

Existem alguns efeitos colaterais que podem ser sentidos após a aplicação da vacina, mas, que são leves ou passageiros:

  • Dor, vermelhidão ou inchaço no local da aplicação. Geralmente costumam desaparecer após 3 dias após a vacinação.

Quantas doses da vacina são necessárias?

Apenas uma dose anual. 

A exceção acontece em crianças menores de 9 anos durante o primeiro ano que receberam a vacina. Nesses casos, é indicado 2 doses com 30 dias de intervalo entre uma e outra. 

Não estou no grupo de risco: posso tomar a vacina?

Não só pode, como deve! Mesmo que você não esteja no grupo de risco da vacina da gripe, também precisa estar imunizado contra o possível contato da doença.

A vacina da gripe é a mesma da covid-19?

Não, existe uma vacina para cada tipo de doença, por isso, é essencial que você tenha a imunização ativa dos dois modelos.

Quanto tempo leva para a vacina da gripe fazer efeito?

Depois da vacinação, o corpo tem o tempo médio entre 2 até 3 semanas para que crie anticorpos contra o vírus, perdurando pelo tempo médio de 8 meses.

Após esse período, é recomendado que seja realizada a nova aplicação, principalmente porque o vírus sofre mutação, então, a vacina é atualizada para suprir essas necessidades.

Não sabe bem ao certo onde tomar em sua cidade? 

Clique aqui e saiba qual é o local mais próximo de você e faça o seu agendamento o quanto antes!

Garanta a sua proteção e de sua família contra a gripe e demais doenças atreladas, com a Clinicarx você possui esse e outros serviços para estar sempre bem e saudável!

Compartilhe

Gostou do artigo? Compartilhe em duas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Sumário

Veja essas outras categorias

Veja outros artigos

Outros conteúdos que você pode gostar

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias para personalizar e melhorar a sua experiência conosco. Para mais informações sobre cookies bem como para exercer o seu direito de desabilitá-los, consulte nossa Política de Privacidade.  Ao clicar em aceitar, você concorda com todos os cookies.